Doutor, eu só valho isso??


Em agosto, quase dois anos após o acidente, fui convocada à uma audiência para julgar o processo criminal. Tomei um chá de cadeira no Fórum, mas já estou acostumada com o atendimento de órgãos públicos.
Minha advogada estava fazendo 'contatos" pelo Fórum atrás de outros clientes, deve ser normal... Ela disse o que iria acontecer e que era pra eu decidir em continuar com o processo.
Quando me chamaram a sala estava cheia. Só tinha uma cadeira disponível pra sentar, sentei e o cara do meu lado ficava me olhando de rabo de olho. Olhei bem pra ele e pela descrição que me faziam era ele: o cara que me atropelou.
Fiquei com receio, vai que ele marca meu rosto pra depois tentar algo contra mim...sei lá. No Brasil tem de tudo...rsrs Algo meio Linha Direta...
Deus me livre!!!
Então, o promotor nos chamou para a mesa. Sentamos e ele leu o BO e me perguntou se eu queria que ele respondesse criminalmente por ter me atropelado enquanto o farol estava verde para os pedestres, sem carta para dirigir caminhão daquele porte, negando socorro, mentindo no BO...enfim.
Claro que eu quis. Na verdade não sinto raiva do cara. Ele tem cara de coitado. Só aconteceu porque além de coitado é um incompetente, mas eu vejo pelo lado dele. Ele estava a trabalho... sustentar a familia. Mas também não podemos negar todo o mal que me foi feito.
Tendo eu aceitado que ele cumprisse a pena criminal o promotor veio dizer qual era a pena: 6 cestas básicas para o Governo ou três meses de trabalho voluntário em escolas nos finais de semana.
Fala sério, Brasilllll. O cara inflige um monte de lei de trânsito e recebe isso de pena?
É isso que eu valho? 6 cestas básicas?
É por isso que ninguém respeita os semáfaros...quem se importa em pagar isso!!!
Deve dar em torno de R$800 a 900 reais... Eu valho tão pouco?
Infligir 5 leias de uma só vez só vale isso?
Que país é esse???
E no final ele ainda mentiu pro promotor dizendo que o caminhão era dele. Mentiroso é do tio dele... Mas essa história a gente cita no processo civil que espero receber bem mais afinal foram 200reias de remédio durante uns 5 meses, dívidas acumuladas e muitas dores sentidas que dinheiro nenhum pagaria.
É hora de mudar as leis desse país!

2 comentários:

Tati disse...

Existe um "ditado" que diz: Se quer matar alguém, sem ser pudido, atropele a pessoa!

Pq realmente, atropelamento não é visto como um "crime" e aí, é aquela coisa....não tive culpa, foi acidente....enfim, esse país tem leis absurdamente injustas.

ricardo disse...

Pois você vale mais que isso... Ruim é que nem sempre a gente tem o devido valor que ele merece... Mas enfim, faz tempo desde o acidente hein? Estive orando por você. Deus é fiel e tá tudo bem né? rs

beijos, ricardo

Tecnologia do Blogger.