sexta-feira, 18 de abril de 2008

Do you speak english??


Eu cheguei a começar um cursinho de inglês, mas como não terminei o curso eu tenho não só a vontade como também a necessidade de terminá-lo. Para compreender textos e falas lentas eu até que me viro, no cursinho pré-vestibular tinha um professor muito bom, aprendi muita coisa, não posso negar, mas a falta de prática me fez enferrujar.
A língua inglesa é hoje um diferencial na hora de conquistar um emprego, seja em qual área for, no jornalismo então, é algo primordial. Lembro de uma vez que fui fazer teste para estágio no Consulado Inglês. Entedia tudo que a entrevistadora falava, mas na hora de responder a língua travava.
Eu sempre morri de vergonha de falar em inglês, mesmo sendo uma das melhores alunas, mas é que eu tenho dois probleminhas graves: perfeccionismo e insegurança. Outra coisa que me atrapalha muito é a preguiça, quando tenho que ler algo em inglês eu fujo. Quando é na internet eu acabo apelando para o Babel Fish que, aliás, tem um sistema horroroso de tradução, mas dá pra se ter idéia do que o texto fala.
Esses dias recebi um guia de viagem de Nova York, até tentei ler, mas não consegui e larguei o book em cima do computador junto com um dicionário. Outra coisa que também preciso aprender é gostar de inglês, sempre busquei a língua como uma ‘obrigação’, nunca me interessei por ela realmente.
O que não acontece com o espanhol, que amo de paixão, mesmo sem fazer curso eu falo, leio e escrevo muito bem. Mas porque sempre fui estimulada a procurar saber e conhecer esse idioma.
A Revista Nova desse mês trouxe uma matéria bem legal sobre esse ‘travar’ na hora de falar inglês, mesmo sabendo o que dizer você acaba ficando sem atitude, gagueja, ou simplesmente não sai nada do sua boca. Nada além do básico como o famoso “The book is on the table”.
Na matéria a autora que também revela que passa por esses problemas dá duas dicas importantes pra tentar superar esse trauma de falar a língua do Tio San como o simples ato de praticar, vendo filmes legendados e não dublados, conversar com amigos que dominam a língua. Outra dica seria aprender longe de livros, usando músicas e noticiários estrangeiros. Vou tentar!!!

7 comentários:

Fazer Cinema - blog de cinema disse...

ah amiga, sabia nao que tu tinha essa trava.
so, all time we will speak in english! what do u think?
tenho esse problema com espanhol, mas já tá bem melhor, espero.
bjos e vamos estudar ingles!

Lidianne Andrade disse...

eita, atualiza, né?
beijos!

Pk disse...

eita atualiza foi otimooooooooo

Cleverton Aires disse...

oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Fada Safada disse...

the book is on the table!!

não perca boas oportunidades por bobagens
mais tarde vais te arrepender.

beijos
Fada

Thiago Borges disse...

Tbm to querendo fazer um curso de inglês...

Mas dinheiro e tempo é problema =D

hehehehehehe

Isadora Araújo disse...

Isso me faz lembrar das minhas aulas de inglês na escola.

O professor sempre pede pra gente pronunciar as expressões, até que uma hora, a minha língua parece dobrar, não sei.

Fico me perguntando se quando eu ingressar num cursinho desses, esse meu probleminha melhore...

Boa sorte com o Inglês!

E você escreve muito bem. Parabéns!