terça-feira, 11 de novembro de 2008

Sim, eu sou solteira

Eu não sei o motivo certo, mas o meu patrão está preocupado de mais com a minha solteirice. Não que isso também não me incomode, mas se tenho esperado esse tempo todo por alguém especial não vou desistir disso só pra fugir de piadinhas idiotas.
Segundo ele os problemas de saúde que tenho ‘é falta de homem’. Chega a ser grosseiro e indiscreto um comentário como esse, mas confesso que já ouvi piores.
Na outra empresa que trabalhava meu supervisor dizia que minha insônia era por causa do travesseiro e que se eu o deixasse ocupar esse lugar eu teria as melhores noites da minha vida.
Pior do que ser cantada pelo supervisor (graças a Deus não é o caso do atual patrão) é ser questionada sobre sua sexualidade. Tenho 23 anos, nunca namorei, aparentemente não tem nada de errado comigo para que isso não tenha acontecido. Segundo o atual chefe eu sou um tipo raro de mulher e então ele pergunta:
- Posso te fazer um pergunta pessoal?
- Não! (respondo eu, com medo de alguma proposta indecente)
- Então deixa pra lá.
- Não, pode perguntar, eu não tenho nada pra esconder... (respondo depois de pensar bastante)
- Você gosta da fruta? (indaga ele, perguntando se gosto de homem)
- Clarooooooo!!!!!!!!!!!!!!
Gosto sim... em toda a minha vida gostei de 4 na verdade 4,5. Um eu conto só metade porque a gente só ficava se olhando na escola. Os outros não. Foram paixões platônicas que duraram cerca de 5 anos cada uma.

Talvez seja esse o motivo da minha solteirice, preciso me desvincular dessas paixões doentias. Confesso que tento, tento muito. Mas não é a coisa mais fácil pra mim.
Mas o fato de não ter encontrado a pessoa certa até hoje, não me faz homossexual, tão pouco aspirante a isso.
A única coisa que aspiro na área sentimental é fazer alguém feliz (um homem, do jeito que peço a Deus...parecido com esse de agora) e ser feliz junto.

Desde de 2002 a minha avó conta quantos anos minha irmã tinha de casada quando tinha a minha idade antes de me dar os parabéns. Dezembro está chegando. Ela dirá 5 anos de casada. Talvez eu vá pro meu quarto chorar, ficar olhando fotos do atual ‘príncipe encantado’ ou ligar pra uma amiga pra tentar disfarçar a frustração de chegar aos 24 anos solteiríssima.
Não tem como não se frustrar quando boa parte das minhas amigas ou se casaram, ou estão namorando, e algumas até já tem filhos. Eu quero um filho. Ando desejando isso até de mais, mas uma coisa de cada vez. Vamos resolver o estado civil antes.

No momento não estou recebendo currículos para essa vaga.

2 comentários:

Lidianne Andrade disse...

amiga, sabe o que é isso? inveja das pessoas por voce nao precisar de alguém para ser feliz. sua pessoa vai aparecer e vc vai ser super feliz, mas já curti muito a vida sem namorado, e isso é muito melhor! se curta primeiro, depois busque alguem, ne?
beijos!

Salto Quinze disse...
Este comentário foi removido pelo autor.