Crise na comunicação

Algumas empresas jornalísticas estão em débito com seus funcionários, entre elas a Rede TV e a Editora Símbolo. Os funcionários da Símbolo que edita entre outras revistas a “Chiques e Famosos” entraram em greve na semana passada e agora a empresa tenta fazer acordo para pagar os salários atrasados juntamente com o sindicato.
A empresa alega que a precária situação é decorrência de sua reestruturação. Outra justificativa apresentada foi a falta de publicidade, uma vez que devido a crise financeira as empresas cortam de primeira a verba com propagandas.
Aqui no JP não está sendo diferente, tanto que amanhã o jornal nem vai rodar, o que é uma pena, mas as publicações são sustentadas pelos anúncios. Acredito que assim que o mercado financeiro se acalmar as empresas voltarão a anunciar, o que será muito bom.
Mas mesmo com esse temor todo eu vejo muita publicação nova, esses dias vi na banca uma revista feminina sobre finanças chamada “Elas e Lucros”, é uma revista nova no mercado. Também tomei conhecimento de uma publicação voltada para prefeitos e vices.
Diante disso percebemos que o mercado está ruim, mas nem tanto e que realmente a segmentação das publicações é o futuro do jornalismo e do trabalho dos jornalistas.

2 comentários:

Glauber Macario disse...

Outro dia um amigo meu conversou com o jornalista Ricardo Kotscho, que confessou que a revista Brasileiros "vai mal das pernas" e pode até deixa de existir, o que é uma pena. Ifelizmente a crise que a imprensa tanto aumenta também atingiu a própria imprensa.

Acesse meu blog, www.revistadizer.zip.net

Glauber Macario

Taty Lu disse...

Oi Bebeta, pois é a crise anda assombrando muita gente. SObre a revista Elas e lucros, eu vi dia desses na banca e fiquei muito tentada a comprar, mas recuei, diante a crise (rs). Obrigada por suas visitas, e recebi seu comentário e recados no Orkut.
Abraços

Tecnologia do Blogger.