sexta-feira, 29 de maio de 2009

Por que o choro da Maísa incomodou tanto?



Nas últimas semanas a mídia não fala em outra coisa além do fato da justiça ter proibido que a pequena Maísa Silva participe do “Programa Silvio Santos” devido aos dois últimos episódios. O primeiro a menina sai correndo do palco chorando de susto com um cantor mirim que estava com o rosto pintado. No segundo caso Silvio Santos relembra a garota do choro e ela incomodada com o assunto saí do palco e bate a cabeça em uma das câmeras.
Diante disso a opinião pública partiu pra cima do Homem do Baú, como se ele tivesse culpa no incidente da menina, uma garota de 7 anos que é sucesso na TV justamente por sua espontaneidade não poderia ser privada de agir de forma natural diante das câmeras.
Só que o Ministério Público entrou com ações para impedir que a garota continue no ar, alegando que o programa "Silvio Santos" não observou o direito à liberdade e o respeito à dignidade do ser humano em desenvolvimento, garantidos pela Constituição e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
No ofício, o promotor Pedro Antonio pede que a análise do Ministério das Comunicações observe os artigos 5º, 17, 18, 232 e 249 do ECA, criado para proteger as crianças de abusos, como a exposição indevida e vexatória.
Não há exposição vexatória no choro inocente de uma criança que se assusta como todas as outras. Exposição vexatória é uma criança obrigada pelos pais a pedir esmolas nas ruas, é induzir uma criança a fingir que tem deficiência física para conseguir dinheiro nos faróis. Isso sim tem que ser proibido, mas o MP está mais ocupado com casos da mídia.
Enquanto querem proibir o trabalho da apresentadora mirim, existem milhares de crianças que não tem acesso às escolas e não vemos nenhuma movimentação social em prol da solução desse problema.
Os twitter mais famosos da internet criticavam Silvio Santos se esquecendo que o trabalho da Maísa é muito bem remunerado e conta com o total apoio dos pais, responsáveis legais por ela, sendo assim não há exploração de trabalho infantil o que ocorre em milhares de usinas e fábricas pelo Brasil afora.
Enquanto estão preocupados com a Maísa inúmeras crianças são exploradas e abusadas e nós e o MP não fazemos nada para mudar isso!!!!

terça-feira, 26 de maio de 2009

A falta de educação no trânsito

Em uma aula de direção o professor do curso de CFC exemplificava os maiores problemas do trânsito do Brasil, boa parte causada pela falta de educação dos condutores e também pedestres.
Um bom exemplo disso foi o caso do deputado paranaense, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que o deputado estadual Fernando Carli Filho, de 26 anos, estava sob efeito de álcool na madrugada de 7 de maio, quando provocou um acidente em Curitiba que matou duas pessoas.
O que todo mundo se pergunta é como uma pessoa com uma vida social tão privilegiada consegue ser negligente ao ponto de beber sozinho quatro garrafas de vinho (segundo informou à polícia os garçons do restaurante onde o deputado estava) e ainda sair dirigindo pela cidade.
A falta de educação é o fator primordial para causar acidentes, falta de respeito com a pessoa que segue do seu lado na pista ou com a pessoa que está atravessando. É por isso que o no Brasil o trânsito mata mais que arma de fogo.
O instrutor seguia explicando como ele tenta formar um condutor ensinando para ele as normas do Código Brasileiro de Trânsito (CBT) que é bastante complexo, mas que visa fazer das vias somente um local de passagem e não um campo de guerra. Para ele as novas regras para tirar a CNH que entraram em vigor no início desse ano fazem parte do processo de “educação” de trânsito. Uma vez que você paga mais caro e tem que se esforçar mais para conseguir uma coisa você a valoriza.
Parece que os órgãos da área querem impedir que as pessoas percam suas habitações por motivos banais, fazendo com que elas percebam o quanto isso é importante. Mas além das multas e pontuações perdidas é necessário rever o código criminal para punições mais severas em situações, por exemplo, com quem causa um acidente dirigindo embriagado.
Muitas vezes a gente ouve pessoas dizerem que o problema da educação no país é a chave para melhores empregos e para diminuir a desigualdade. Porém, nesse caso não é só o governo que tem que promover a educação, uma vez que não falamos de ciências exatas e biológicas, mas a educação de moral, de cidadania. Essa sim precisa ser exercitada no dia a dia independente da idade e do lugar onde ela mora.
Para finalizar a aula o professor passou alguns vídeos sobre acidentes fatais nas estradas brasileiras e diante de imagens fortíssimas a gente percebe que o respeito ao próximo e a si mesmo é o que tem faltado na humanidade, não é mesmo deputado?
Esses casos me revoltam!!!!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Todos contra o abuso

Durante o dia de hoje uma série de eventos acontecerão em todo o país para alertar sobre o abuso sexual contra crianças e adolescentes. Palestras, distribuição de informativos e até mesmo mandato de busca e apreensão de acusados de pedofilia. Os eventos marcam o Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
O dia 18 de maio ganhou esse grito em 2000 pela Lei Federal N°. 9970/00. Esta data foi escolhida, pois neste mesmo dia, em 1973, Araceli Cabrera Sanches, uma menina de oito anos foi seqüestrada, drogada, espancada, estuprada e assassinada por filhos da alta sociedade de Vitória (ES). Até hoje, os culpados pelo crime não foram punidos.
Nunca ouvimos falar em tantos casos de abuso como nos dias de hoje, a abertura da CPI da Pedofilia foi um marco na luta contra essa barbaridade. Costumo dizer que essa CPI foi uma das mais eficazes dos últimos anos, tanto pelas investigações como pelo número de acusados que estão recebendo a punição merecida.
Vamos lá, todos contra o abuso de jovens!!!

Visite e denuncie:
Todos Contra a Pedofilia
Parece que a passeata dos Sem Namorados foi um sucesso. Confira matéria do Bom Dia São Paulo.



OBS.: Eu não participei!!!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Papo de mulher

Reunir duas ou mais mulheres solteiras no mesmo ambiente é pedir para falar sobre homens. Ok, falamos sobre roupas, sapatos e maquiagens também. Outras vezes até sobre a crise financeira ou sobre o stress do trabalho, mas entre um assunto e outro o tema “relacionamento” sempre aparece.
Ontem não foi diferente, meninas bonitas e solteiras reclamando da “falta” de um bom partido, alguém que valha a pena, que conquiste e queria ser conquistado. Trocar desilusões e mostrar o que aprendeu com cada uma. Um programa comum e muito divertido.
Hoje me deparo com uma matéria sobre uma passeata de solteiros que querem conhecer pessoas interessantes e quem sabe já sair de lá de mãos dadas com alguém. Isso é consolador, saber que tem muita gente esperando “o cara”, porque apesar de falarmos muito mal dos homens sabemos que eles são “um mal necessário”.
Para promover o encontro de pessoas solteiras no próximo domingo, dia 17, o Parque do Ibirapuera receberá a Passeata dos Sem-namorados. Os solteiros da cidade irão se concentrar na marquise do Parque, às 15h, e a passeata pelo parque deve se estender até as 17h.
Eu não vou participar dessa edição, mas achei bastante interessante a matéria do G1. O que não pode morrer é a esperança, né?... Então boa sorte pra quem for! Eu vou esperar mais um pouquinho.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Não jogue lixo no Rio

Finalmente a matéria sobre o trecho do extremo leste do Rio Tietê saiu no jornal. Um dos moradores filmou a área e me trouxe para que eu tivesse uma noção do caos do lugar. Há uma vegetação nas águas do rio que tem impedido que a água escoe o que pode gerar enchentes. Outro problema grave é a quantidade de lixo, na verdade todo o trecho do rio que passa pela cidade de São Paulo é um problema, problema que deve ser tratado pelo governo, mas que não foi causado por ele. Os moradores reclamam do odor do local, mas o lixo jogado e o esgoto lançado nas águas não são da casa do governador José Serra, o ódio que eles lançam sobre a prefeitura e governo não tem lógica uma vez que o lixo é jogado no rio pelos próprios moradores. Em um dos vídeos, sem querer, ele filmou umas crianças jogando vários pedaços de madeira no córrego. Perguntei que eram aquelas crianças e ele me respondeu que eram moradores do local, a casa estava na beira do córrego, seria com certeza uma das primeiras vítimas em caso de enchente. Eu fiquei incomodada com isso, eu estava toda preocupada em dar voz para aqueles moradores para que o problema deles seja resolvido enquanto que eles não se conscientizam que boa parte dessa sujeira toda do Rio partiu da casa deles. Não quero acusá-los, mas quero dizer que medidas simples como NÃO JOGAR LIXO NO RIO já resolveriam o problema principal. Isso precisa ser passado de morar para morador, de pai para filho. Não acho que estou pedindo muito. O sr Roberto até ficou constrangido, mas alguém precisava dizer que se o rio está daquele jeito é culpa nossa! Conversei com o diretor de engenharia do DAEE (Departamento de Águas e Energias Elétricas ) que me explicou que essa vegetação nasce porque a quantidade de lixo torna a água fértil. Veja a foto, parece que é um rio? Pelo que o engenheiro afirmou também há um projeto da Sabesp para que o esgoto seja desviado e não caia mais dentro do Tietê. Para as obras de limpeza desse trecho do rio o órgão responsável espera a aprovação de uma verba extra de R$ 100 milhões, ou seja, isso não vai acontecer nem tão cedo. O que é uma pena.



Garrafas entompem trecho do Rio
Esgoto das casas caem diretamente no córrego e moradores ainda jogam lixo

As águas foram encobertas por essa vegetação, a quantidade de lixo tornou o rio fértil



terça-feira, 5 de maio de 2009

Profissão Blogueira

Eu ainda não ganho por escrever em blogs, mesmo assim mantenho três sobre temas diferentes. Acho tão engraçado quando vejo noticias cuja informação principal foi tirada de um blog. Isso acontecesse principalmente quando o assunto se refere a uma personalidade (artista, políticos, etc).
O mais curioso ainda é quando nos jornais e revista a fonte é citada apenas como blogueira. Vários blogs viraram livros nos últimos anos, um dos mais famosos foi o da ex-garota de programa a Bruna Surfistinha que transformou seu diário virtual em um best seller.
Eu navego bastante nesse mundo desde de 2003 quando lancei o meu primeiro diário virtual e posso afirmar que essa “brincadeira” de dizer o que pensamos e sentimos tem revelado ótimas histórias e muitos talentos, pessoas que em outros tempos não teriam como divulgar seu trabalhado como articulista, poeta ou contador de histórias.
É muito bacana ver as pessoas se identificando com aquilo que você escreve, esse feed back que a internet proporciona é um estimulo para que novos autores continuem escrevendo.
O melhor de tudo é quando o seu trabalho é tão reconhecido que você recebe convites para ser colunista em outros blogs... e assim vai... Aos poucos você será um blogueiro por profissão. Não sei se dá dinheiro, mas é muito gostoso escrever e por isso estou aceitando as propostas que surgiram. Em breve passo os links.