segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Manual do mal-humorado

As festas de final de ano já estão chegando e eu já posso imaginar a casa cheia de todos os parentes que você só vê nessa época em volta de uma mesa farta. Para algumas pessoas isso realmente é uma festa, uma dádiva de Deus se reunir com tanta gente que você ama.
Mas para pessoas que, assim como eu, sofrem de mau humor repentino isso pode se tornar um grande tormento.
Dormir mal, acordar mal, muito barulho, "primos" (ou tios, cunhados, sogros...) engraçadinhos que não sabem se comportar, brincadeiras sem graças e uma infinidade de atitudes que descontrolam qualquer pessoa e, vamos combinar, ninguém merece suportar todas elas ao mesmo tempo, né?!
Depois de tantos anos sofrendo, decidi criar uma manual para te ajudar a passar esses dias sem surtar. Sei que parece difícil, mas com essas dicas você pode se livrar da fúria e do excesso de azedume que toda essa gente junta pode te causar.

Anota ae:

Manual do Mal-humorado
por Leiliane Lopes

Coma bem - A fome pode aumentar a sua fúria. Se alimente adequadamente para não sentir vontade de morder alguém de tanta raiva. Fibras, folhas verdes, massas e molho de tomate podem te ajudar.
Durma bem - Lembro que uma amiga levou o seu namorado para passar o Natal com a sua família. Foi a primeira vez que eles viajaram juntos. O que ninguém sabia era que se o cara não dormisse 8 horas certinhas ele se transformava... Hehehe... os fogos vararam a noite, aquela falação toda e no outro dia... socorroooooo!!!! Tiveram que alguentar uma pessoa nada amavél. Se você não quer pagar um mico igual ao dele, tente dormir bem!
Evite conversar sobre assuntos que mudam seu humor (política, futebol, religião)
Leve consigo algo para distração como por exemplo, um bom livro, ou revista (um bom pretesto para você encontrar um lugar calmo e longe de todo mundo).
Encontre algo para passar o tempo. Na TV, só vai ter especial de Fabio Júnior, Roberto Carlos, Chitãozinho e Xororó, Esqueceram de Mim 1,2,3 e 20 e especiais que com certeza você já viu. Então a TV não poderá te salvar dessa, muito pelo contrário. Esse show de coisas repetidas pode piorar o seu estado. Cuidado!
Tenha sempre um doce na bolsa. Chocolates aumentam a produção de serotonina. Banana, laranja e castanha também ajudam. Não deixe o nível desse hormônio baixar!!
Faça uma caminhada. Uma dica ótima para quem vai viajar e conhecer lugares novos. Se distraia aprendendo sobre a cidade, aprecie a paisagem, conheça pessoas diferentes... A caminhada também ajuda o organismo a produzir o hormônio da felicidade.
Cante, dance ou simplesmente ouça uma música. Porque você sabe que "quem canta, seus males espanta" A música é curadora, libertadora!!! Por isso, antes de sair de casa check a play list do seu ipod, mp3 e/ou celular.
Fique perto das pessoas que te façam rir. Dar risada alívia o mau humor. Evite os parentes "sem noção" que todo mundo tem.
Divirta-se!!!!

Siga as dicas e sobreviva mais uma vez =)

Boas festas!!!!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Solteira, sem filhos – PARTE 2

SALA DE SELEÇÃO:
Estado civil?
Solteira.
Tem filhos?
Não.
Quem bom!
ô.O

Uma vez eu consegui um emprego temporário para cobrir as férias de uma secretária escolar e era bem no começo do ano, formando turmas para todas as séries desde o ensino infantil até o ensino médio.
Devido ao grande número de novos alunos a dona da escola teve que recrutar novos professores e eu presenciei algo incrível: ela dispensa todos os profissionais que eram casados. A justificativa era que, quem tem família não pode se dedicar muito para o trabalho.
Anos depois eu vejo como estar solteira e não ter filhos pode ser bom para quem quer e precisa investir na vida profissional.
Ok, eu sei que você, caro leitor, deve estar achando que eu sou louca! No último texto eu falei sobre a frustração de não ter família e agora estou dizendo que isso é bom.
Mas é bom mesmo.
Quer dizer, é bom e é ruim.
Ruim pelo fato de se sentir sozinha no meio da multidão. E bom por ser livre para andar junto com a multidão.
Enfim, sei que essa liberdade facilita a vida de quem precisa terminar os estudos, fazer uma especialização, ou aceitar um emprego em outra cidade (estado e até mesmo país), ou trabalhar em horários malucos que acabaria com qualquer casamento. Aliás, quem nunca leu uma notícia sobre uma separação cujo motivo era incompatibilidade de agenda?
Eu conheço muitas pessoas que trabalham em turnos muito longos e não tem tempo para cuidar da sua própria casa. É triste ver que tem filhos que gostam mais da empregada do que dos pais.
Por outro lado, você solteiro, e sem filhos, pode topar essas oportunidades sem se preocupar. Sem contar que você pode aproveitar para viajar e conhecer o mundo.
Tenho uma amiga muito querida que é solteira e não tem filhos. Ela completou 30 anos esse ano e como presente de aniversário foi “mochilar” pela Europa. Se ela tivesse uma família talvez essa viagem não aconteceria.
Em vez de se desesperar pelo tic-tac do relógio biológico, aproveite para fazer tudo que você quer enquanto você ainda tem tempo. Aproveite para investir em você, juntar uma grana, realizar seus sonhos, fazer loucuras, enfim... curtir a solteirice!

(É isso que sempre me dizem) #ficaadica

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Solteira, sem filhos – PARTE 1

SALA DE SELEÇÃO:

Estado civil?
Solteira.
Tem filhos?
Não.


Mas queria muito ter! Há semanas que tento esboçar um texto para falar sobre o sonho de mulheres que querem ser mães.
Não me refiro a pessoas que infelizmente, por problemas de saúde, receberam o diagnóstico de infertilidades e sim de pessoas que como eu viram o tempo passar e não formaram uma família como desejavam e agora não conseguem parar de pensar no tal do relógio biológico.
Esses dias fui visitar uma das minhas tias no hospital que passou por uma cirurgia para a retirada do útero. Ela tem 44 anos e a única vez que engravidou teve aborto espontâneo (ela já tinha 42 anos e problemas de pressão alta). Confessei pra ela que tenho medo disso acontecer comigo: sonhar com filhos a vida inteira e, no final, não poder tê-los.
Sei que não sou a única mulher que tem esse receio! Conheço muita gente que sempre sonhou em ter uma família, mas nunca teve a oportunidade ou a deixou escapar.
A gente vai chegando nos 30 ou vai passando dele e a cobrança das pessoas ao nosso redor vai aumentando. Tem gente que não liga e tem gente que pira.
Na verdade, essas gracinhas são um verdadeiro inferno pra quem queria muito já ter passado por tudo isso, mas AINDA não passou. E talvez nunca passe!
Nem todo mundo nasceu para ser mãe. Nem todo mundo nasceu pra casar e ter filhos.
Mas não queremos estar nesse time.
Vemos nas revistas de fofocam várias celebridades engravidando depois dos 40 anos, e talvez isso nos dê uma esperança de ter mais uns 15 anos para conseguir realizar esse sonho dourado.
Mas sabemos que depois de uma certa idade a gravidez já entra no grupo de risco. E lá vem aquele medo e ansiedade outra vez.
Acredito que essa briga com o relógio biológico é uma das maiores frustrações das solteiras, afinal que mulher normal não quer formar uma família?
Há quem opte em fazer esse vôo sozinha, com inseminação artificial ou adotando. Outras, involuntariamente, se tornam mães solteiras. Mas não é isso que a grande maioria quer. Queremos uma carreira bem sucedida, uma casa, um marido e filhos saudáveis e bonitos.
Filmes:
"Procura-se Um Marido"
"Plano B"

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Você sabe gastar?

Essa pergunta é curiosa, pense bem antes de responder!
Não quero saber se você pode, e sim se você sabe. Porque tem muita gente que tem muita grana e que não sabe gastar e outras que ganham menos, mas tem uma consciência do que pode ser gasto e do que tem que ser poupado.
Então, já começo esse post dizendo que não importa o que você ganha e sim como você gasta.
Fiz um curso na ACSP destinado a jornalistas para nos ensinar como tratar de economia para a classe D/E. Enquanto todo mundo corre atrás do dinheiro da classe C, pouca gente se preocupa em falar com quem realmente sabe como gastar.
As informações do curso foram surpreendentes. E até explicam porque a tal da nova classe média é tão endividada. Teve um dos palestrantes que chegou a conclusão de que o lugar de gente feliz não é o Pão de Açúcar, e sim a rede D’avó de Supermercados.
Acho pertinente falar disso nessa época do ano quando o consumo cresce de forma significativa. Esses dias estive cara a cara com uma jovem que tinham acabado de estourar dois cartões de crédito. Ela ficou tão assustada que começou a tremer e até esqueceu a senha do cartão de débito. Pobrecita!!!!
Isso é falta de educação financeira. Volto a dizer que não importa a quantidade de dinheiro que você tenha e sim a forma como você gasta. Infelizmente esse tipo de ensinamento a gente só aprende na marra, quando é informado pelo atendente de que o cartão não foi aceito, ou que o cheque foi devolvido, ou então quando recebe aquela cartinha cinza do SPC ou Serasa.
No Brasil só contamos como dívida as contas que atrasam, quando na verdade a compra a prazo também é um dívida. Sabe aquele carnezinho do carro que você financiou? Ele até pode estar em dia, mas é uma dívida e geralmente é uma loooonga dívida.
Tenho outra história sobre carnês: uma senhora quase faliu com carnês de lojas de departamento, em um mês ela fez mais de 65 compras em uma dessas lojas. Não disse que ela comprou 65 peças e sim 65 vezes. Ela entrou e saiu da mesma loja mais de duas vezes por dia durante aquele mês. Um descontrole só!!
São pessoas descontroladas que acabam gastando mais do que podem.
Se você tiver essa síndrome de Becky Bloom, siga algumas regrinhas antes de torrar todinha a parcela do 13º que você ainda nem recebeu:

$ Mantenha uma planilha de gastos;
$ Faça a conta do que você já tem a pagar antes de sair às compras;
$ Sempre saia com uma lista do que realmente é necessário;
$ Pesquise preços;
$ Saiba quantas horas você vai ter que trabalhar para pagar aquela bolsa linda que você tanto quer; (divida o valor do seu salário pelos dias do mês, depois divida pelas horas que você trabalha)
$ Sempre poupe uma parte de suas remunerações para casos de emergência;
$ Controle seus impulsos.

Para ver: Delírios de Consumo de Becky Bloom
Você sabe gastar? Faça o teste

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Consciência Negra: Comemorar ou Reivindicar?

Tenho uma sobrinha de 4 anos que não quer mais ir à escola porque seus amigos ficam caçoando dela, chamando-a de “neguinha”. O que dizer para uma criança que se sente rejeitada pela cor da sua pele?
Minha mãe lembrava esses dias que na terceira série eu fui ameaçada de morte por uma “coleguinha” de classe. Eu chegava em casa com as pernas roxas de tanto tomar chutes e o motivo: ser negra. (Minha mãe foi até a diretoria e depois de umas conversas o problema foi resolvido e hoje, eu e a Thaís até somos amigas).
Impossível dizer que esse tipo de caso só aconteça com crianças porque nesse ano eu fui várias vezes vítima de racismo. Infelizmente os grandes formadores de opinião desse país não foram educados a tratar as pessoas de forma igual, respeitando seus direitos como cidadãos.
Ainda é raro ver um artista negro fazendo sucesso na TV e nas capas das revistas, quando isso acontece, sempre usam photoshop para clarear um pouco a pele. Não entendo como isso pode acontecer num país como o Brasil onde metade da população é negra/parda.


Como vamos comemorar o feriado da Consciência Negra se ainda ganhamos menos? As últimas análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgaram que no Brasil os negros ganham 50% menos que os brancos.
Eu acho um saco ficar dividindo as pessoas por classes e raças, mas o que vamos fazer se aqui isso acontece desde o descobrimento? Mais de 500 anos separando as pessoas, escravizando, explorando... Há muito o que fazer para mudar esse quadro.
Não estou pedindo mais políticas públicas como “Bolsa Família” e cotas em Universidades , porque isso não ensina nossas crianças, que desde pequenas aprendem a tratar o negro com inferioridade, que todos somos iguais. Nem ensina os donos de empresas a olhar o profissional pela sua competência e qualificação, independentemente da sua etnia.
Precisamos mudar essas estatísticas!!! Não podemos mais aceitar essa situação, só temos espaço na sociedade se for ocupando as periferias das cidades e trabalhando em subempregos.
Mais uma vez eu grito: chega de racismo!!!! Vamos lutar por um país justo e com oportunidades iguais.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O futuro dos jornalistas

Um mercado saturado. Empresas que exigem muito, mas pagam pouco, isso é, quando pagam! Anos de estudos e no final o diploma nem é mais necessário. Daí eu me pergunto: qual será o futuro dos jornalistas?
Estive conversando com alguns amigos e colegas de profissão que passam pelo mesmo sufoco que eu ao tentar voltar ao mercado de trabalho e percebi que o problema é bem mais sério do que eu imaginava.
O profissional de comunicação que busca uma nova oportunidade precisa estar disposto a tomar chá de cadeira, a passar por testes incoerentes, a suportar preconceitos, se adequar a exigencias desnecessárias e, sobre tudo, aceitar um salário incompatível com o cargo.
É por esses e tantos outros motivos que tem muita gente mudando o rumo de suas carreiras. Jornalistas brilhantes que preferem uma vaga mais "segura" em outra área do que essa dança da cadeira que acontece nas empresas jornalísticas.
Há quem se sinta seguro em se tornar PJ e oferecer serviços diversos dentro da área de comunicação. Aliás, muitas empresas preferem contratar nesse regime, porque infelizmente contratar no regime CLT sai muito mais caro, graças aos impostos abusivos.
Mas não é todo mundo que consegue uma cartela fixa de clientes que garanta pelo menos o pagamento das taxas mensais que uma pessoa jurídica precisa honrar.
O que vai acontecer com quem não faz parte de grupo?
"Tem profissionais partindo para área de propaganda e marketing, mas não é fácil se adequar às suas mudanças da rotina de trabalho", diz uma jornalista que está mundando seu foco profissional.
Uma outra amiga lembrou do crescente mercado de redes sociais. Uma área promissora que pode sim aproveitar a mão de obra em excesso dentro dos veículos de comunicação.
Tem amigos que desistiram totalmente e tem o jornalismo somente como hobby já que não conseguiram sobreviver dele.
E eu, bom, eu ainda não sei o que vai acontecer comigo!

Também está em busca de trabalho?
Twitter com vagas na área de comunicação: @umalauda @link_zero @tramposfreela @frilas

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Vamos falar sobre preconceito?


Faz meses que queria tratar desse tema no meu blog, mas queria outros fatos que comprovassem a minha tese: preconceito é fato no Brasil!!

No começo do ano consegui um freela em um veículo bem conhecido mas fui surpreendida por um rascismo descabido por parte da equipe. Teve gente que se negou a comer na mesma mesa que eu.

Dias depois fui chamada em uma sala em Moema para tentar outra vaga... nem ao menos fechei a porta e a dona da empresa já estava rindo... A expressão dela queria dizer: como uma negra quer ser assessora do... e da...???

Estamos no século XXI, num país QUASE desenvolvido e multiracial, mas mesmo assim enfrentamos esses casos de abuso moral.

Quer outra prova? Hoje, o que mais se combate nas escolas não é mais o tráfico de drogas e sim o tal do bullying, porque existem crianças que se dão o direito de humilhar os colegas que são gordos, usam óculos, são extremamente altos ou magros, enfim...

A intolerância toma conta do país. Em todos os setores da sociedade existem pessoas que não tiveram educação... A mídia está cheia de racismo, as universidades e até as escolas públicas.

Desde ontem a noite, após o resultado das eleições, uma estudante universitária paulistana revelou com alguns twittes o quanto somos intolerantes, fazendo declaroções xenofóbicas contra os nordestinos que elegeram Dilma.

Confesso que NÃO gostei nada do resultado das eleições, e para quem lê sempre esse blog percebeu que sou completamente contra o PT e tudo que vem dele, mas não me atrevo a humilhar uma pessoa por ela não ter o mesmo pensamento que eu.

Falta respeito aos brasileiros. Respeito e educação! Somos diferentes, mas somos, antes de qualquer coisa, seres humanos!!!

Está na hora de discutirmos o preconceito e a intolerância, não podemos continuar com esse jogo de exclusão e segregação. #chegaderascimo



quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ditadura pós-moderna

Diante das últimas notícias, não posso ficar calada: é um abuso de poder pensar em organizar setores no governo para vigiar os meios de comunicação. Pois é isso que o Governo do Estado do Ceará está propondo e, na sua cola, outros estados, incluindo São Paulo, estão pensando em criar suas "defesas".

Para situá-los, preciso dizer que a criação desses “conselhos” foi recomendação da Conferência Nacional de Comunicação realizada no ano passado, convocada pela gestão Lula. O que poderíamos esperar de uma cara amigo dos maiores ditadores do mundo?

E digo mais: o que esperar de alguém que vai deixar para o próximo presidente aprovar ou vetar o Plano Nacional de Diretos Humanos 3 que simplesmente anula grandes direitos garantidos pela Constituição Federal.

Pois é nela que está escrito que “É livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato” (CF artigo 5º inciso IV). Ou seja, qualquer órgão que passar a monitorar os veículos de comunicação estará, na verdade, impendindo, que a livre manifestação do pensamento seja exercida.

Eu entendo que tudo isso seja somente para proteger os políticos corruptos que querem impedir a mídia de noticiar suas vergonhas. Essa situação me remete a AI-5. É como se tivéssemos entrando em uma ditadura pós-moderna, controlada por políticos mal intencionados que se aproveitam do poder que tem para (des)controlar a sociedade.

Caro leitor, eles querem impedir que você tenha acesso à informação. Querem impedir que você saiba que boa parte dos impostos que você paga não chega ao destino final, porque acaba entrando na cueca de alguém.

Não podemos permitir que isso aconteça!!!!

Sei que tenho colegas de profissão que não trabalham em busca da verdade, mas para eles existe lei e punição: LEI 5.250 Artigo 1º - É livre a manifestação do pensamento e a procura, o recebimento e difusão de informações ou idéias, por qualquer meio, e sem dependência de censura, respondendo cada um, nos termos da lei, pelos abusos que cometer.


simples, né!!!

Viva a Democracia e a Liberdade de Imprensa!!!!!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

5 lugares para comer bem e pagar pouco

Sabe quando você entra naquela fase de "contenção de despesas" e precisa diminiur os gastos supérfluos da sua listinha de gastos mensais (você tem uma né?)? Pois bem, na minha listinha mostrava que eu gastava muito com guloseimas e foi exatamente isso que eu cortei quando tive que apertar os cintos!
Mas não quero contar uma história triste sobre pobreza momentanea (assim espero), não. Quero dar dicas de lugares legais que passei a conhecer por causa do precinho bacana que não pesa nem no bolso mais fraco.
Aliás, se tem uma coisa que tenho aprendido nesse tempo de "pindaíba" é descobrir coisas legais para fazer sem precisar de muita grana como listei nesta postagem.
Então se você morar em São Paulo e quiser comer "comidinhas" sem gastar muito se liga nessa listinha de lugares onde você passa bem sem gastar nem R$10:

O primeiro lugar da lista TEM que ficar com a rede "O Pedaço da Pizza". Você consegue comer um pedaço de pizza + refrigerante por cerca de R$8. E não pense que é um pedacinho não. É um pedaço generoso e muitooo bom!!
Endereço: R. Augusta, 1.463 - Consolação - Centro

Outra boa opção é para quem frequenta a região oeste da cidade. Se bater aquela fominha durante a tarde corra para a "Kroke Salgados" lá tem mini kibes, coxinha, bolinho de queijo, empadinha... hummm todos por R$0,32 Muitooo barato, né?!
Endereço: Rua Scipião, 330 - Lapa - Zona Oeste (Esquina com a Rua Faustolo)

Se você gostou do site da segunda dica, mas mora na Zona Leste não se preocupe, pois por aqui também temos uma opção semelhante é a rede "Kituutss" que além dos salgados também serve doces maravilhosos com preços mínimos. Guloseimas para comer e ainda levar pra casa.
Endereços: Av. Waldemar Carlos Pereira, 296 - Vila Matilde - Zona Leste
Av. Intiguçú, 586 - Vila Ré - Zona Leste

O penúltima dica é para quem mora da Zona Sul e tem vários endereços da Black Dog por perto. Na última vez que fui na loja da Santa Cruz, uma promoção anunciava um combo de lanche e refrigerante por quase R$7. Vale muito a pena passar por lá na hora do almoço.
Endereço: Rua Domingos de Morais, 2437 - Vila Mariana- Zona Sul

O quinto lugar fica em um endereço que eu frequentei muitas vezes e tenho muita saudade da região. Já almocei várias vezes nessa lanchonete quando trabalhava nas proximidades e fica olhando os prêmios recebidos da revista Veja de melhor pastel e de melhor empada. Estou falando da "Pastelaria e Empadaria Big" (sem site). Além das comidinhas sugeridas pelo nome do estabelecimento também pode pedir um hot dog, coxinhas, kibes e esfihas. Ah, vale a pena tomar o delicioso caldo de cana!
Endereço: Rua Lins de Vasconcelos, 1121 - Cambuci - Zona Sul


terça-feira, 5 de outubro de 2010

Brasil: um país de abestados




Eu não sei quanto a você, mas eu me sinto envergonhada com o resultado das eleições deste ano. Na lista de deputados e senadores a gente encontra nomes de pessoas que não deveriam mais ocupar cargos públicos.
E o mais assustador foi, sem dúvidas, a votação em massa no palhaço Tiririca. Já sabíamos que isso iria acontecer, mas me espantei com a quantidade de pessoas que votaram em alguém que não apresentou nenhuma proposta e que ainda brincou com o povo brasileiro dizendo, em horário gratuito, que ajudaria os necessitados incluindo sua família.
Dizem que esses votos são de protesto. Pra mim protesto é feito nas ruas, exigindo nossos direitos como cidadãos e não votando em MAIS UMA pessoa despreparada para governar nosso país.
Eu queria que essas 1.350.000 pessoas que votaram no Tiririca saíssem nas ruas com caras pintadas. Isso sim seria protesto!!!
Agora vamos caminhar por mais quatro anos pagando salários altos, e pra mim, desnecessários, para um time de interesseiros que não se importam com a real condição do país que ainda é de miséria, desigualdade, falta de saúde, de segurança e de educação!!!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A imparcialidade da grande Imprensa

Eu recebi uns comentários na postagem anterior que me fizeram pensar um pouco: a gente acredita que há meios de comunicação isentos de emitir suas próprias opiniões sempre pensando no leitor que espera receber "a verdade" sem qualquer tipo de interesse.
Mas hoje, depois de quase quatro anos formada eu sei que essa isenção é inexistente. Todo meio de comunicação apresenta o lado da história que lhe interessa (seja interesse político ou financeiro). E não é só em grandes veículos como a Época, a Veja, a Folha e o Estadão que isso acontece.
Trabalhei por um ano e meio em um jornal regional, bem pequeno, e sempre busquei informações importantes para as cidades onde ele circulava, mas por muitas vezes minhas matérias "isentas" (sim, eu sempre trabalhei direito) foram substituídas por matérias "polêmicas" feitas pelo editor chefe a mando do dono do jornal para extorquir alguns prefeitos.
Eu sempre achei e sempre vou achar esse tipo de atitude uma grande falta de respeito com a população, mas também sei que nenhuma dessas informações era inverdades, muito pelo contrário, infelizmente os documentos provavam todas as acusações e exatamente por isso alguns políticos pagavam para abafar o caso. #prontofalei
Quero dizer que se coloquei links de veículos que são criticados pelo tom de suas reportagens é porque sei que, apesar de serem sujas, as informações são sim verdadeiras, talvez estejam focadas apenas para defender um lado da notícia, mas são fatos que realmente aconteceram. E são tão sujas quanto a política brasileira.
Falar de imparcialidade hoje chega a ser uma utopia, ainda mais com a internet onde cada um escreve a notícia que quer, do jeito que quiser. Se isso é bom ou ruim, eu respondo: é ruim... é péssimo!! Mas espaços como esse meu Bloco de Notas só reforçam essa ideia, porque aqui eu escrevo a minha ótica das coisas, de tudo um pouco daquilo que passa nos meus olhos e na minha mente.
Nem sempre tenho razão, da mesma forma que os grandes veículos nem sempre estão certos. Mas nem por isso deixamos de merecer atenção e respeito quanto ao que falamos.
Resumão: A imparcialidade no jornalismo existe, mas praticamente é impossível de ser praticada nos dias de hoje.
Para ler: Padrões de Manipulação da Grande Imprensa, ensaio inédito de Perseu Abramo. #ficaadica

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Não vote, por favor

Eu sei que muitos dos meus leitores caem aqui com pesquisas na internet e que nem sempre tem a ver com política, mas quero voltar a falar sobre isso porque me interessa e me preocupa. As pesquisas apontam que pessoas despreparadas estão praticamente eleitas e eu não posso aceitar isso calada. Preciso dizer que a coisa está ruim e ela pode piorar sim! A menos que eu e você evitemos isso.
Eu não quero, como disse no outro texto, indicar nenhum candidato, só alertar que nem tudo que reluz é ouro. E como seu voto afeta minha vida eu preciso fazer alguma coisa para impedir que vocês afundem o Brasil. Por isso, repasso alguns links curiosos para você ler e tentar mudar o resultado dessas pesquisas lá no dia 3/10.
Palácio do Planalto:
http://bit.ly/9dwIWU
http://bit.ly/aE4p7P
http://bit.ly/9OPwkz
Senado:
http://migre.me/1hlIe
Deputados:
http://bit.ly/9MNUZb
http://bit.ly/ariWrr

Acompanhe as notícias sobre quebra de sigilo, lobistas e etc pelo site da Veja.
E especialmente leia a matéria da Veja São Paulo que explica direitinho todos os cargos políticos.
Clique aqui acredito que bem informados vocês saberão o que fazer. (Assim espero!)
Dica: Se você não sabe em quem vai votar para deputado federal faça um teste on line para saber qual deles tem as mesmas opiniões que você sobre alguns temas importantes através do site: http://www.extratoparlamentar.com.br/

Vamos fazer do Brasil um país melhor.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Como perder gordura localizada?

Eu volto a falar desse assunto porque não tive bons resultados. É, amigos... ainda tenho que rebolar para colocar algumas peças de roupas e não estou gostando nada disso! Comprar um número maior nem pensar... eu me nego a comprar uma calça 44!!!
Mas então... o que fazer para perder essa gordura localizada nas pernas e quadril??
Além de comprar um creme redutor eu pesquisei alguns exercícios que podem sim diminuir essas gordurinhas chatas que só com dietas não saem.
Os mais indicados, segundo pesquisa rápida na internet, é a caminhada e andar de bicicleta. Esses exercícios agem no local queimando gordura e não calorias que é o tipo de energia consumida pelos outros exercícios físicos.

E não é só isso: essas atividades são boas para o coração e para alma, pois aliviam o stress,
reduz a ansiedade e a depressão. Muito bom, né?

E então, vai ficar aí parado?? Vamos pedar!!!!



*Outra BOA E VALIOSA DICA é reduzir o consumo de carboidrato durante a noite.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O menino da rua de trás - Mais um caso de intolerância

Ele era um menino comum, de uma família comum. Morador de um bairro sem nenhum glamour, onde as pessoas precisam se esforçar muito para conseguir o mínimo de dignidade necessária para sobreviver. Eu me lembro que quando criança ele era muito peralta. Daqueles que chutavam a bola no portão dos vizinhos, que brigava por pipas e bolinhas de gude.
Mas a maturidade chegou. Já não era mais um garotinho impossível, agora era um homem de 24 anos que lutava para sustentar sua mãe e irmãs. Estudava na Fatec, comemorava ter conseguido um emprego bom e fazia planos de se casar.
Coisas aparentemente simples para quem sempre teve de tudo. Mas aqui, esse tipo de atitude é raro. Geralmente o que ouvimos é que para superar a perda de pai e a falta de recursos financeiros muitas pessoas se envolvem com o crime e com drogas. Mas ele não. Ele conseguiu sozinho ficar longe dessas coisas.
Lembro que nos finais de semana ele costumava passar na minha rua para dar um oi para os amigos. Aquele grupinho de amigos de infância de quem a gente faz questão de não perder contato. Muita vezes eu chegava em casa e encontrava todos eles sentados na ponta da viela que liga uma rua à outra e dizia: Oi meninos!! Um jeito carinhoso de quem, que por mais que tenha quase a mesma idade, os viu crescer.
Mas agora o meu "oi meninos" vai ter um destinatário a menos, pois no último sábado, esse menino, chamado Felipe, foi assassinato. Mais uma vítima da intolerância. Ele estava em uma lanchonete com um amigo que se envolveu em uma discussão, sem saber que o rival estava armado. Ele não teve chances. Morreu ao defender esse amigo.
Fiquei pensando em quanto somos limitados. Não sabemos quando nem como vamos perder algum ente querido. Estamos acostumados a ver essas tragédias na TV e quando ela acontece perto, do lado ou na rua de trás, você para pra pensar... Fica triste e tenta imaginar quem pode ser o próximo...
Mas vivemos numa sociedade cada dia mais intolerante, mais violenta, mais injusta. Não importa quem seja, onde mora, quanto ganha. Qualquer um de nós podemos ser vítimas de situações como essa. Mais um inocente morto pelas mãos brutal de alguém sem caráter e sem alma.
Esperamos justiça!! Descance em paz, Felipe!!



"Sonho com o dia em que a justiça correrá como água e a retidão como um caudaloso rio." (Martin Luther King.)

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Conselheira amorosa

Desde que escrevi um artigo para o Guia da Semana (em novembro de 2007) eu passei a receber e-mails de leitoras que passam por situações parecidas com as que escrevi. Muitas me pedem conselhos e apesar de não ter boas experiências com relacionamentos eu tento ajudá-las.
Esses dias uma jovem veio me dizer que ficava constantemente com o mesmo cara, que era seu melhor amigo, mas que ele não queria assumir um relacionamento sério com ela e até chegou a ficar com outras. Mas ela é extremamente apaixonada por ele e queria saber o que fazer: desistir ou se declarar?
Que coisa mais difícil, ein!!! Eu nunca me declarei pra ninguém, quer dizer... uma vez por e-mail quando gostava de um cara que nem me conhecia. Nos outros casos não. Já me arrependi de nunca ter feito isso, mas depois dos anos eu descobri que fiz a coisa certa. Como a jornalista Julia Duarte escreveu como comentário no Soul Menina (fechado por tempo indeterminado): Tem relações que simplesmente não eram para acontecer.
Sempre digo para colocarem em uma balança os prós e os contras daquele relacionamento e pesar para saber se vale a pena continuar. Todas as vezes que eu pesei deu que eu sofreria mais com ele/s do que sem.
A Ná* seguiu meus "conselhos" e ficou na dela. Todos os dias ela me contava pelo MSN o que tinha acontecido. Parecia que ele gostava dela e não queria assumir. Até que um dia ela veio me dizer que ele a pediu em namoro. Fiquei super feliz!! Ela até agradeceu a força que dei.
Esses dias assisti dois filmes sobre conselhos amorosos e me identifiquei com eles. Geralmente o conselheiro pega suas frustrações para ajudar os outros. É mais ou menos isso que eu fiz! E apesar da minha experiência zerada até que consegui ajudar :)

Vale a pena assistir: "Hitch Conselheiro Amoroso" e "A Verdade Nua e Crua" #ficaadica

Sonhos de uma jornalista

Já faz um tempo que eu sonho em trabalhar como um segmento do jornalismo. Tive boas oportunidades e conto com essas experiências para tentar alcançar oportunidades ainda maiores. Dizem que eu levo o jeito pra coisa, e eu sei que isso é verdade.
É diferente quando você faz alguma coisa que te dá muito prazer. Como já escrevi nesse blog antes. Muito mais do que o valor financeiro daquele trabalho é a realização profissional, e nesse caso, a realização pessoal que me dá.
Há alguns meses rejetei um trabalho para esperar a resposta de um outro teste. Não recebi a resposta até agora (nem positiva, nem negativa) mas continuo tentando em outras. As vezes parece que estou escolhendo emprego, mesmo sabendo que o mercado de trabalho para jornalistas não é nada fácil.
Mas eu não quero me afastar desse sonho. Não quero me arrepender mais tarde de ter desviado do foco que tracei para seguir carreira. Já aceitei trabalhar sem receber, já aceitei receber pouco e já recebi muito. Tudo para não mudar meu alvo. Quero insistir nisso, pois é o que eu amo fazer.
#pensamentos

sábado, 28 de agosto de 2010

Bolo Verde

Para aproveitar esse calorzão que faz em São Paulo quero, por um momento, interromper essa discussão política, para passar a receita de um bolo que além de ser saboroso é super refrescante por ser um bolo de limão.
Aprendi essa receita com as minhas primas Nataly e Camila e adorei!! Ingredientes:

- 4 ovos inteiros
- 1 copo de yogurte natural
- 1/2 copo de óleo
- 1/2 copo de margarina (ou 2 colheres de sopa)
- 1 pacote de gelatina sabor limão
- 1 pacote de massa pronta para bolo sabor limão


Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o yogurte, o óleo, a margarina e a gelatina sabor limão.
Em uma tigela coloque a massa pronta sabor limão, acrescente a mistura feita no liquidificador e misture os ingredientes.
Unte uma forma com manteiga e açucar. Coloque a massa e leve ao forno médio por aproximadamente 40 minutos.
Tire da forma e reserve.


Cobertura:

- 1 xícara de café de suco de limão
- 1 lata de leite condensado

Misture o leite condensado e o suco de limão e passe sobre o bolo ainda quente.
Quem quiser, pode decorar o bolo com raspas de limão.

Aproveite esse final de semana!!!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Por que eu votei nulo em 2006

Eu estava indignada com a quantidade de escândalos políticos e estava me sentindo culpada em eleger, nas eleições municipais, uma vereadora indicada pela igreja que eu frequentava (que só usou seu cargo para promover os interesses dos líderes daquela denominação) e um prefeito que jurou que não iria abdicar do cargo para concorrer ao governo do Estado, mas acabou fazendo.
Comecei a me sentir atraída por uma campanha punk que prega a anarquia e apesar de não ser totalmente a favor dela, naquele momento era o que mais sensato eu poderia fazer. Pesquisei para não cometer outro erro e no dia digitei números que não existiam e confirmei.
O que muita gente não sabe é que voto nulo é diferente de voto em branco. Apertar o botão branco significa que pra você tanto faz quem ganhar. Já o nulo quer dizer que você não quer que nenhum dos candidatos ganhe. Era isso que eu queria!
Queria uma mudança na Assembleia de São Paulo e principalmente lá em Brasília. Queria ter opções melhores, pessoas que tenham compromisso com a sociedade como um todo e não apenas com a parcela de empresários que patrocinam suas campanhas.
E isso é praticamente uma utopia. Eu sei que o povo brasileiro detesta votar e ainda por cima vota mal. Eu precisava manifestar minha insatisfação de alguma forma e assim o fiz.
Mas agora é diferente. Tem candidatos novos, pessoas que aparentemente pensam no todo e não só nos seus interesses. Espero acertar dessa vez.


* Obs.: O site Não Salvo fez uma lista interessante com 20 candidatos famosos em quem NÃO podemos votar apesar do voto ser pessoal, vale a pena pensar que são os políticos que determinam TUDO o que acontece com a nossa vida, desde escola e emprego até a tarifa dos bancos e valor de produtos que você compra no mercado.



Vote bem, vote certo, vote consciente!!!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O vice também é importante

Pense rápido e me responda:
Quem é o atual governador do Estado de São Paulo e a qual partido político ele pertence?
.
.
.
.
.
José Serra, SPDB. Certo? Não, errado!!
O atual governador de São Paulo é Alberto Goldman (PSDB), ele assumiu o Palácio dos Bandeirantes quando Serra renunciou para se candidatar à Presidencia. Você se lembra daquelas letrinhas bem miúdas que estavam abaixo do nome e da fotografia de José Serra na campanha de 2006?
Eu não me lembrava. E fiquei me culpando por não me lembrar. Assim como não lembrava o nome do vice-prefeito da capital paulista.
Você já tinha parado para pensar em quem pode assumir o Estado e/ou o Brasil quando quem ganhar nessas eleições precisar se ausentar? Por isso, não pesquise somente o candidato, mas também o vice.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Acerte no Voto - Eleições 2010

Questões que precisam ser analisadas antes de você confirmar o voto

Faltam poucos dias para as eleições 2010 e eu fiquei lembrando de tanta coisa importante que o Brasil precisa e comparei com a quantidade de bobeira que assisti durante a propaganda eleitoral gratuíta. Lembrei também que nós, os brasileiros, temos mémoria curta e que sempre elegemos quem não vale a pena ( tendo ou não a ficha limpa).
Então resolvi fazer uma listinha para você pensar antes de sair de casa para votar:
Deputados e Senadores
  • Desconfie de quem só fala de UM projeto - "Eu quero governar para tal classe trabalhista", diz alguns candidatos. Mas quem não for, por exemplo, professor ou aposentado vai ficar sem o serviço desse deputado?
  • Desconfie de quem representa apenas uma parcela da população: "Quero representar os evangélicos"... e quem for católico ou kardecista? Vai ter que eleger um representante dele? Haja cadeiras nas Assembleias para caber tantas religiões assim...
  • Desconfie de quem tem passado político - Se o cara ficou quatro anos e não fez nada está na hora de trocá-lo por outro, certo? Aposte na renovação!!! Fico besta em saber que tem gente com mais de cinco mandatos e não consegue se quer mostrar um projeto de grande valia para a sociedade;
  • Desconfie de quem não tem passado político - Sabe essas celebridades, humoristas e cantores que resolveram se candidatar? Será que vale a pena gastar nosso dinheiro pagando o salário deles? Sei que o mercado fonográfico passa por dificuldades, mas é melhor procurar outra coisa para fazer na vida do que ganhar dinheiro fácil. Chega de palhaços gastando a verba pública!
  • Pesquise o passado - Faça um google e descubra quem é quem e se o candidato merece o seu VOTO de confiança;

Governadores e Presidentes

  • Pesquise seu passado político - Se foi um mau vereador, deputado e/ou prefeito, com certeza será um mau presidente e governador, certo? A regra da renovação fica mais clara nesses cargos;
  • Pesquise seu partido - Sinceramente esse jogo PTxPSDB já me cansou ( e você, o que pensa sobre isso?) Chega de comparar Lula com Fernando Henrique!!! Nossa história política atual é fruto dos últimos 16 anos, se foram bons ou ruins já ficaram para trás. Merecemos algo novo.
  • Qual é a prioridade - Não dá para mudar tudo de uma hora para outra. Vamos ser realistas... Verifique se a proposta inicial vai ao encontro do que você julga como sendo a de maior importancia para seu estado/país;
  • Desconfie de propostas revolucionárias;
  • E Desconfie de propostas que não apresentam mudanças.

Converse com seus amigos e parentes e discutam esse assunto, é chato, mas é muito importante. Está na hora de mudar o Brasil e isso só depende de você!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Tuite do seu 'celularzinho'



As redes sociais alavancaram as vendas dos smartphones que, com seus aplicativos ultramodernos, te conectam com tudo que está acontecendo na web. Mas se você ainda tem um aparelho celular da "geração passada" mas com acesso à internet, também pode se conectar à redes como o Twitter.
Encontrei um site com três opções de programas para você baixar no seu celularzinho e se manter conectado a tudo o que está sendo dito pelos seus followings, além de também poder atualizar seu perfil. Veja só: http://migre.me/14zKg
Bom, se você estava pensando em trocar de aparelho só por causa do Twitter, já sabe que não precisa. É melhor continuar com esse* do que comprar um xingling, né??



* No Natal as operadoras lançam promoções de planos e fazem uma superpromoção de aparelhos. Além, é claro, dos lançamentos reservados para essa época do ano. (Palavra de quem já trabalhou com celulares) #ficaadica



quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Aids na adolescência é tema discutido em novela


Enquanto zapiava a TV me deparei com uma novela mexicana (As Tontas Não Vão ao Céu) discutindo o tema AIDS entre um casal de adolescentes Charles (Eleazar Gómez) e Lúcia (Violeta Isfel) que enfrentaram uma crise no relacionamento ao descobrir que ele é portador do vírus HIV. Como eles mantinham relações sexuais Lúcia, assim como toda sua família, entrou em panico achando que também estava com a doença.
Para acalmar os animos, os mais velhos e mais bem informados tentavam explicar aos jovens que a doença pode ser tratada (infelizmente não existe cura) e o portador do vírus pode levar uma vida normal desde que tome os medicamentos e tenha relações seguras. Na trama Lúcia recebe a notícia de que por sorte não foi infectada pelo vírus.
Com a quantidade de campanhas para previnir a doença é estranho entrar no site do Ministério da Saúde e ver que por ano, são notificados entre 33 mil e 35 mil novos casos de Aids . Ainda segundo as informações do MS cerca de 630 mil pessoas vivem com o HIV no Brasil e desde 1998 o número de mulheres tem passado o de homens .
Entre os adolescentes brasileiros os dados também impresionam: a cada 8 meninos infectados entre os jovens de 13 a 19 anos, existem 10 meninas. Dados que provam que a inconsequencia, típica da idade, deixa essas crianças cada vez mais perto do perigo.
O que será que falta para que essas estatísticas diminuam? Falta orientação? Ou seria conscientização? Por que ainda nos preocupamos com doenças sexualmente transmissíveis em pleno Século XXI?
O fato é que mesmo onde há um maior número campanhas de prevenção muita gente acha que está fora do 'grupo de risco' e por isso se descuidam. Mas, infelizmente, todos corremos riscos de ser infectados pelas dezenas de DST's que existem e para isso só existe uma fórmula: Previna-se!
Ou então Espere!


terça-feira, 3 de agosto de 2010

Versão Renascentista? Dieta Já!!!

Já tem algum tempo que percebi que estou pensando demasiadamente em comida, também percebi que continuo gastando muito com chocolates. Muito mesmo, se colocar no papel quantas barrinhas comi nos últimos meses eu vou me assustar com certeza!
O pior é que só fui me dar conta disso esses dias, quando tentei vestir uma camisa que ficou superapertada nos braços e também no último domingo, quando tentei vestir uma saia de cintura alta que não passou pelas pernas e bumbum. Um problema clássico: gordura localizada.
Não enlouqueci porque já fui mais cheinha. Mas na verdade, acho que foram os meus hormônios que enlouqueceram. Antigamente a ansiedade me fazia perder peso, agora ela me dá alguns quilinhos de presente! Mas não quero parecer aquelas obras do renascimento. (como essa ao lado)
E por isso, já tracei algumas metas para eliminar essas gordurinhas da coxa, quadril e braços. Jurei não comprar mais chocolates (até dói de pensar), comprei chá verde e vou juntar uma dieta saudável com exercícios físicos. Ah! Comprei também um creme redutor de medidas e já estou pesquisando os melhores cremes para firmar a pele, né... nada de celulites profundas, pelo amor de Deus.
Como hoje temos muita informação sobre isso, posso deixar aqui as principais dicas para combater essa inimiga:
A gordura localizada pode ser causada pelo sendetarismo, fatores hormonais e até mesmo por fatores hereditários. Para combate-la procure evitar pão, frituras, refrigerante, doces e excesso de sal.
*Aumente o consumo de alimentos com propriedades diuréticas; coloque verduras, cereais e fibras no cardápio e não esqueça de tomar muita água.
* Faça exercícios físicos para queimar calorias. Xô sedentarismo!!

E aí, tem alguém que vai entrar nessa guerra comigo??



quinta-feira, 29 de julho de 2010

É hora do Plano B

Andei pensando esses dias que preciso sentar e criar um plano B, e talvez um C e D. Porque muitas vezes as coisas não saem do jeito que a gente espera, isso pode ser não passar naquela faculdade top, não conseguir um estágio, demorar para conseguir um emprego na área, terminar um relacionamento longo e etc...
Eu confesso que tinha tudo arquitetado na cabeça. Como já escrevi aqui escolhi o que cursar na faculdade com 11 anos de idade. Não me arrependo. Não mesmo, mas hoje começo a pensar em fazer outro curso, me especializar em outra coisa além do jornalismo.
Hoje, não só pela profissão, sinto falta, muita falta mesmo, de não pensar em outras alternativas. E escrevo isso de peito aberto. Assumo que é um erro acreditar e alimentar somente um sonho. A vida, infelizmente, não acontece do jeito que esperamos. E a frustração é inevitável.
Mas antes de desistir de tudo, que tal dar uma reviravolta e pegar outro rumo? Na edição de março da revista Cláudia veio uma matéria muito legal sobre A Hora de se Reinventar. Esses dias procurei até achar o exemplar que tinha essa matéria para ler e reler.
Não é porque as coisas não sairam do jeito que você queria que você vai desistir de tudo, né? Se reinvente todos os dias! Durma pensando no que fazer amanhã e se, por ventura, logo cedo você perceber que não vai dar para cumprir já comece a planejar um outro plano.
Estou lendo um livro muito legal que é o bestseller Melancia. Não é livro de auto-ajuda, mas até onde li, Claire (a personagem principal) está começando a sair de uma situação muito dolorosa e que muitas mulheres tem dificudades de superar. É incrível!
Outra dica é o filme O Amor Acontece, com Jennifer Aniston e Aaron Eckhart. A grande lição desse longa é que quando uma coisa acaba, outra coisa acontece. E desde que ouvi essa frase ela tem norteado meus passos.
E como estou caminhando rumo a uma mudança (ainda que eu não saiba qual) uma amiga muito legal me mandou um pedaço de uma música que apesar de falar de um amor que não deu certo pode ser aplicada em todas as áreas da sua vida, é só trocar a palavra paixão! "Quando a paixão não dá certo/ Eu não me permito chorar/ Já não vai adiantar/ E recomeço do zero sem reclamar" - trecho da música Coração Pirata - Roupa Nova.
A dica de hoje é essa: recomeçar do zero sem reclamar. Espero que seja útil à vocês!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Palmadas heróicas

No mês de junho meus tios maternos fizeram, como de custume, um pequeno arraial para a família. Em volta da fogueira ficamos brincando com as crianças e conversando. Um dos meus tios começou a lembrar de histórias antigas e uma delas se refere a "surras" que minha avó já aplicou neles.
Acho legal contar essa história até para fomentar essa discussão em torno do projeto de lei que proíbe palmadas pedagógicas. Meu tio Zé o mais velho dos homens e o terceiro filho de um casal que teve 12 e adotou a 13ª, lembrava que um dia ele estava paquerando as vizinhas e uma delas disse que estava com vontade de comer manga.
Ele e mais dois amigos, para matar a vontade de moiçolas, resolveram pular o muro do vizinho e trazer a fruta desejada. Na primeira vez deu tudo certo. Mas as folgadinhas quiseram mais mangas. E lá foram eles se aventurar no terreno alheio.
Mas nessa segunda vez não tiveram exito. O vizinho acordou e os encontrou em cima da árvore. Sem pensar duas vezes levou os meninos até suas casas e imaginem o barraco que foi. Minha avó pegou meu tio e o levou para dentro de casa, acordou os outros dois filhos homens que estavam dormindo e deu uma "surra" nos três.
Depois que o choro cessou ela explicou que eles estavam apanhando porque o Zé estava roubando frutas do vizinho e que era para os outros dois nunca fazerem o mesmo. A lição foi aprendida.
Anos mais tarde minha avó foi chamada na escola, meu tio 'Tizio' (já falecido) estava faltando às aulas e a professora queria saber o motivo. Minha avó ficou assustada porque ele saia todos os dias para a escola e ela nem desconfiava que isso estava acontecendo. Foi aí que ela descobriu que ele estava cabulando para jogar bolinha de gude com os amigos que moravam perto do colégio.
Nesse dia ela não esperou chegar em casa. Encontrou o espertinho e o castigou na rua mesmo. Nessa hora passa um policial e diz: Dona, a senhora não precisa bater tanto no menino. E daí vem a resposta mais sábia que já ouvi e que dá base para o meu ponto de vista nessa polêmica:
- Estou batendo nele hoje, para que o senhor não precise fazer isso amanhã!
Meus avôs não tinham um boa condição financeira, mas com essa educação severa criaram as melhores pessoas que eu conheço. Meus tios e tias hoje são empresários, profissionais bem sucedidos, pais exemplares e atribuo isso às lições que eles tiveram. Todas as vezes que erraram eles foram corrigidos.
Acredito que a correção por palmadas é certa. E não digo isso porque foi a filha que menos apanhou aqui em casa (ehehe), mas digo porque aprendi vendo minhas irmãs serem castigadas. E isso está na Bíblia (Provérbios 22:15 ; 23:13). Sem contar que 'só conversar não adianta', foi estas as palavras de uma vizinha ao dizer que se arrepende de não ter batido nos filhos.
Obviamente que sou contra o espancamento e a favor da conscientização sobre os abusos, mas não só contra o abuso dos país sobre os filhos. Porque existem muitos direitos que as crianças e os adolecentes tem garantidos no ECA que infelizmente não são cumpridos nem pelas famílias, nem pelo Estado. E isso também precisa ser debatido e solucionado.
Vamos educá-las e garantir os direitos necessários para que se tornem pessoas de bem!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Cuidado! Príncipe ou Cinderela??

Já foi a época de perguntarmos "será que ele é?" porque hoje em dia as pessoas andam tão confusas que nem elas mesmas sabem o que na verdade são. Então precisamos acionar o botão de CUIDADO!
Para evitar saias justas duas jornalistas lançaram um guia para as mulheres descobrirem se o "príncipe" é ou não é uma cinderela. Ticiana Azevedo e Consuelo Dieguez se basearam em relatos de mulheres que foram trocadas por homens e lançaram o livro "Cuidado! Seu Príncipe pode Ser uma Cinderela".
O guia prático dá dez lições sobre como identificar um gay enrustido analisando o vestuário, comportamento, vida social, interesses e atividades.
Há quem diga que esse livro é homofóbico, mas eu discordo! Temos que nos prevenir de sofrer por uma paixão que não tem chances de vingar, não por você não ser interessante, mas simplesmente porque no fundo ele não gosta de mulher.
E só para você não se sentir sozinha nesse universo do INCERTO saiba que esse livro, que foi lançado em maio, já está na lista dos mais vendidos no tema 'sexo e relacionamentos', ou seja, isso é mais comum do que pensamos. Eu vou correr pra comprar o meu, porque errar uma vez é humano, duas vezes será burrice.
É meninas, cada dia que passa as coisas pioram pra gente!!! Mas, bola pra frente...uma hora a gente acerta. #boasorte

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Dica de filmes: 10 filmes românticos

Era para eu ter postado esta lista na semana do Dia dos Namorados em um "especial" que eu criei que tinha até podcast, mas devidos alguns probleminhas, abortei a ideia. Mas como aqui em São Paulo teremos um feriado prolongado, resolvi postar como dica cultural para quem não vai viajar nos próximos dias.
Listei os melhores romances lançados no cinema na última década. Espero que gostem e apreciem, tem história corriqueiras que caem no lugar comum, mas tem também grandes ensinamentos que nos faz enxergar esperança onde não há.



Sem contar que alugando esses filmes você terá um bom motivo para se livrar da TV aberta e não dar de cara com esses dados macabros que as emissoras insistem em divulgar.



Vamos à lista:
O amor pode dar certo (2006)
Antes que termine o dia (2004)
De repente é amor (2005)
PS Eu te amo (2007)
A Família da Noiva (2005)
De repente 30 (2004)
O Melhor amigo da noiva (2008)
O amor não tira férias (2006)
Minhas Adoráveis ex-namoradas (2009)
10º Uma coisa nova - Surpresas do Coração (2006)


Você tem algum preferido nessa lista??


Tenho uma outra listinha que acabei de fazer com lançamentos de DVDs, todos nessa linha comédia romântica (risos) que é o tipo de filme que eu a-do-ro. Pretendo ver: "Novidades no Amor", "Casa Comigo", "Quando em Roma", "Segunda Chance para o Amor", "O amor acontece" e "Idas e Vindas do amor". Já assistiu algum desses? Diz pra mim qual é o melhor.

Ah! Não posso deixar de indicar um filme muito bonito, que assisti nessa quarta-feira, no Cine Belas Artes. "Flor do Deserto" é uma história real de uma modelo africana que tem lutado contra a mutilação feminina. Tem dados do filme no Lips!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Obsessão - mais um crime de "amor"

Escrevo este texto tomando cuidado com o teto de vidro...



Estamos acompanhando nas últimas semanas o desaparecimento e logo após a confirmação do assassinato da ex-namorada do goleiro Bruno, um caso que mexe com a opinião pública que já não consegue mais contar nos dedos quantos casos parecidos já foram divulgados nos últimos meses.
Em um desses programas sensacionalistas ouvi uma versão de que a jovem era obcecada pelo jogador e que fazia tudo para vê-lo, para manter contato e etc. E apesar de ter todas as afirmações de que ele não queria mais nada com ela, ela insistia nessa "doença" em tê-lo outra vez.
Por coincidência, assisti há alguns dias o filme Obsessed com a diva Beyoncé, onde uma funcionária temporária se apaixona de forma doentia pelo chefe, este casado com Byonce e não aceita de forma alguma o assédio da funcionária. Não satisfeita com o fora, ela sai enlouquecidamente seguindo seus passos e não medindo esforços para acabar com o casamento dele, achando que assim ele ficaria só com ela.
Não sou psicóloga para tratar perfil de doença mental nenhuma, mas esse assunto realmente me chama atenção. Como somos capazes de achar que somente uma única pessoa na Terra pode nos fazer feliz? (olha o teto de vidro) E que audácia acreditar que a outra pessoa não tem o direito de escolher com quem pode ficar?
Infelizmente, ou felizmente (depende do lado que você está) temos sim o direito de decidir com quem queremos ficar (é duro ouvir isso, eu beeemm sei), mas tem gente que não entende isso e acha que se tirar todas as pessoas da frente pode ter alguma chance de viver algo impossível. Ou pior: acha que pode tirar a vida de quem não te aceita mais, ou tirar a sua própria vida. Sim, o suícidio é muito comum nesses casos. (olha o teto de vidro outra vez)
Mas uma vez não temos certeza de quem tirou a vida de Eliza, mas quantas Elizas ainda estão vivendo em busca de um ideal que não será alcançado, colocando em risco a vida de outras pessoas ou a sua própria, almejando um amor impossível? Isso não vale a pena! Não vale a pena morrer de amor. Não vale a pena matar por amor!
Como sei que muitas vezes a paixão bera a obsessão coloco um teste, faça e descubra em que pé está sua relação ou o projeto que você criou na sua cabeça, e não dispense a ideia de procurar ajuda médica. Sua vida vale mais!
(Ufa, não sou obsessiva!)

terça-feira, 6 de julho de 2010

Cachorrinhos de Luxo

Vi na TV uma matéria que me comoveu. Na verdade me fez questionar sobre o comportamento egoísta que temos tomado nos últimos tempos.
A reportagem mostrava artigos de luxo para cachorros e a história de um Chihuahua americano que ganhou 80% da herança de sua dona. A entrevista também mostrou socialites brasileiras que gastam muito com seus bixinhos.
Achei um absurdo não pelo fato da ostentação, mas pelo fato desse "amor" demonstrado com peças caras seja destinado à animais, enquanto milhares de crianças pelo mundo, inclusive no Brasil, passam necessidades.

Não quero dizer que os bichinhos não mereçam ser bem tratados, muito pelo contrário. Mas achar que um cachorro merece mais que seu filho é um absurdo! E mais do que isso: é uma prova do egoísmo, de uma mesquinhez sem medida.

Acho digno você gastar o seu dinheiro do jeito que quiser, até porque é seu, ganho com suor, seu ou de alguém da familia. Mas vamos pensar no próximo, em quem não tem nada, que perdeu tudo. Só olhar para o nordeste brasileiro. Famílias que vivem com pouco e que nas últimas semanas viu "seu pouco" sendo levado pelas enchentes.

Eu aprendi muito cedo a dar aquilo que eu tenho de sobra para quem precisa. Nunca esqueço de um senhor que veio da subprefeitura da Penha muito abatido e cansado, tanto que até desmaiou na rua. Os vizinhos socorreram e quando ele voltou ao normal explicou sua situação: estava desempregado há meses, sem ter o que dar para sua familia. E como era época de Natal suas filhas pediam presentes e ele não tinha condições de comprar.

Fizemos uma geral nos nossos brinquedos, os bons, os mais bonitos, aqueles que a gente já tinha deixado de lado por ter ganhado outros mais novos, embrulhamos para presente e colocamos em uma sacola. Enquanto isso uma das vizinhas passava de casa em casa pedindo alimentos. Na subprefeitura ele não consiguiu nada, mas daqui ele saiu com dois carrinhos cheios. Um de comida e outro de brinquedo.

Tem tanta entidade filantropica precisando de ajuda, tanta ONG lutando por causas sociais dignas de receber grandes investimentos e, infelizmente, estamos ocupados de mais para olhar para quem realmente merece.

Seu animalzinho merece sim, mas o ser humano precisa muito mais do que ele, porque eles não sabem qual é a diferença de uma coleira cravejada de diamantes, mas famílias pobres ficariam muito felizes com uma lata de leite.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Revista no ar

Está no ar um blog diferente, divertido que comentará os assuntos mais interessantes para as mulheres modernas como moda, maquiagem, decoração, comportamento, dicas culturais e muito mais.Acessem o blog da Revista Lips Lips.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

10 coisas para se fazer na "pindaíba"

Bom, quem nunca passou por uma aperto financeiro que atire a primeira pedra. Com uma economia nada estável até mesmo empresários de grandes empresas precisam, ao menos uma vez na vida, apertar os cintos e economizar o máximo possível para não entrar no vermelho.
Mas quem foi que disse que não dá para se divertir nessas horas, ein? Com um pouco de criatividade você consegue sim fazer desse limão uma limonada! Quer saber como? Listei 10 coisas para fazer em caso de "crise", confira:

Não tem nada mais gostoso do que pegar um cineminha no final de semana, mas em caso de cortes no orçamento a primeira coisa que tiramos são os itens de lazer. Troque as telonas pela sua TV e alugue filmes na locadora do bairro ou mesmo troque filmes com amigos e parentes. O bom das trocas é que sua bagagem cultural acaba crescendo, porque você que só gosta de comédia, vai passar a ver dramas, ficção...

Buscar pela cidade lugares para lazer com entrada gratuita como parques. Em São Paulo temos muitos parques maravilhos como o Parque da Aclimação e o Parque do Ibirapuera. Passar uma tarde ali é uma verdadeira terapia. Tem também muitos espaços de cultura como museus e teatros, vale a pena pesquisar!

Ainda falando de lazer, quem é que não ama cheiro de livro novo, entrar nessas grandes livrarias e perder horas olhando novos títulos? Mas o bolso aperta e você fica sem saber o que fazer... certo? Passe em um sebo, cheiro de livro velho também é gostoso. Ou volte a frequentar bibliotecas públicas.

Bateu aquela fominha num sábado a tarde e você se pega contando moedas para correr até uma rede de fest food ou mesmo pedir uma pizza. O que você não sabe é que muitas dessas receitas podem sim ser feitas em casa e a economia é enorme. Um prato de massa, por exemplo, comprado num shopping sai por R$14,00 em média. Com esse valor três pessoas almoçam o mesmo prato! É sério!!!

Aprenda a economizar, é nesses momentos que você começa a lamentar não ter guardado dinheiro suficiente para esse tipo de situação, aliás, quem é que planeja passar pelo "aperto"? Infelizmente ninguém está imune de passar por isso, portanto avalie seus erros e comece a juntar para não voltar a ter essa amarga experiência.

Aprenda a diminuir a conta do telefone. Quando você fica sem grana para colocar crédito no telefone você percebe que tem menos motivos para ligar (ou será que isso só acontece comigo?). Mas em caso de emergências você pode utilizar torpedos gratuitos, cliente da Vivo podem enviar cinco mensagens por dia pelo site ou discar *9090+número que a pessoa recebe um torpedo pedindo para entrar em contato com você. Das outras operadoras tem esse site que envia, é bom avisar que sites como esse muitas vezes não enviam na mesma hora ou simplesmente não enviam. Tem que ir na sorte.

Aprenda a fazer moda com as roupas que já tem no guarda roupas. Sei que é muito bom sair comprando roupas e sapatos. Nós, mulheres, temos sempre a impressão de que nunca temos uma roupa adequada para determinados eventos. Mas vale a pena aprender a fazer sobreposição de peças, ou até mesmo tingí-las, customizá-las. Além de fazer economia você vai frizar seu estilo próprio!

Viage para casa de parentes. Essa dica é boa para quem quiser sair de férias ou curtir um feriado prolongado longe da loucura da cidade, mas está sem muito dinheiro para pagar estadia ou mesmo esticar a viagem para bem longe. É quase impossível alguém não ter um "tio" distante que more em um lugar sossegado que dê para se livrar, por alguns dias, do ar pesado e poluído das grandes cidades. Fica a dica!

Reúna a turma em casa. Quem foi que disse que esse programa de índio não pode ser divertido? Além disso, pode ser um grande motivo para você colocar em prática a dica 1 e 4. Sem contar que vocês poderão falar do que quiser sem se preocupar com quem está ouvindo, dar gargalhadas e aproveitar ao máximo esses momentos entre amigos.

10º Durante esse período aprendar a se cuidar em casa. Hidratação de cabelos e escova dá para aprender e tirar do orçamento esse gasto semanal que contam muito no final do mês. O segredo está no tempo de deixar o produto de hidratação e no enxague. Não deixe residos no cabelo. Já a escova um bom leave-in já garante o resultado.

Você já passou por isso? Já provou alguma das dicas? Não deixe de comentar.

Futebol para mulherzinhas

Na minha opinião, mulherzinha que é mulherzinha não entende nada de futebol, só gosta de assistir aos jogos da seleção e não faz a mínima ideia do que é impedimento! Ok, sei que você vai me lembrar que hoje muitas mulheres entendem desses assuntos outrora ditos como exclusivamente masculinos mas que graças a revolução feminina e blábláblá... as mulheres estão tomando seus espaços em todos os campos da sociedade... blábláblá.

Posso até concordar, mas acho que futebol ainda não é um tema que atrai muito as mulheres, não mesmo. Temos um jeito diferente de ver o jogo. Não entedemos das técnicas e muitas vezes não temos ideia do que o comentarista está dizendo. Sem contar as frases de "ai e ui" quando alguém cai, tropeça, toma chute, rasteira... não sei se é o sentimento materno, mas tem uns lances que doem na gente.
Torcemos com classe, combinando roupas, fazendo as unhas com cores da seleção. Preparamos pipocas e não ficamos quietas por muito tempo (talvez por isso, ainda hojte tem muitos homens que não conseguem assistir aos jogos do lado das mulheres). Acho que revolução nenhuma mudaria isso. E tem mais: adoramos eleger o mais bonito do time. " - Fulano é o mais bonito da Itália!". "Como é o nome daquele que tem olhos azuis?!".

Isso é coisa de mulherzinha! (no bom sentido, ok). Quer uma prova maior? A cantora Pitty escreveu essa frase no primeiro jogo da seleção canarinho no dia 15/06: @pittyleone: " o que foi isso ai?" "escanteio, Pitty". "Ah... e isso dói?" 4:17PM Jun 15h via web. Até a mulher que mais quebrou tabus na música brasileira atual não entende de futebol!

Pode ser que algumas poucas mulheres até se dispoem a entender isso, até vemos na TV algumas apresentadoras que entendem tudo, mas esse é o trabalho delas, né? Eu não me preocupo tanto com isso. O importante é gritar gol e daqui alguns dias "Hexacampeão!!!". E depois disso, só pensar em futebol em 2014.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

A Bela e a Fera

Há alguns meses recebi uma oferta de trabalho de uma agência online que pedia para preencher uma carta com informações adicionais e sem a qual não seria possível continuar a participar do processo seletivo. Para minha surpresa essa carta pedia o nome do "namorado", RG e nome da mãe. Não tinha a opção "não tenho namorado, sou solteira".
Achei estranho, mas entendi que aquela empresa queria puxar os antecedentes criminais dos parceiros de seus funcionários, algo como "aqui não entra mulher de bandido". Mas o que podemos falar quando o bandido está fantasiado de advogado, de empresário, de estudante e etc...
Quero falar desses casos assombrosos que enchem as páginas policiais e que, apesar da criação da Delegacia da Mulher e da Lei Maria da Penha, não param de crescer. Ex-esposo, ex-namorado, ex-ficante, 'ex-qualquer-coisa' que se acha no direito de tirar a vida de alguém só por não aceitar o fim do relacionamento.
Será que você realmente conhece a pessoa com quem está se envolvendo? O que você vai fazer quando perceber que a pessoa que você ama (ou já amou) é na verdade um monstro que não poupará sua vida na hora que você quiser colocar um ponto final na história de vocês?
Tenho certeza que a advogada Mércia não sabia que estaria em perigo quando começou o relacionamento com um colega de profissão. Assim como a Eloá não sabia que seria morta pelas mãos do seu namorado. Coisas difíceis de saber, e principalmente de entender.
Não acredito no amor que mata. Acho um absurdo essa história de "crime passional" ninguém tem o direito de matar em nome do amor, nem em nome de qualquer outra coisa. Se deu certo muito bem, se não deu... vamos em frente. Curta o luto e recomece.
Espero que essas histórias sirvam para alertar outras pessoas a conhecerem bem a pessoa antes de apronfundar um romance e não se intimidar. Não espere o príncipe se tornar um assassino e denuncie qualquer tipo de agressão.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Onde está a norma culta??

Nas últimas semanas eu fiz uns três testes de português que pediam a "norma culta". Fiquei pensando nas aulas de gramática que tive, ainda bem que lembro delas, porque nos últimos anos raramente encontramos algum lugar onde ela seja empregada corretamente. Isso é encontrado mais em livros mais antigos, tipo romances como os dois últimos que comprei do Camilo Castelo Branco.
Mas na mídia é raro de perceber. Na internet então... nem lembramos que ela existe. Tentamos de todas as formas economizar linhas, falar mais rápido e atingir todas as classes que a linguagem coloquial virou nossa maior aliada. E tem um agravante: ela está em constante mutação! Cada dia nasce uma nova giria, uma nova expressão ou mesmo um estrangeirismo e rapidamente nos adaptamos a eles e nos esquecemos do famoso português do livros, que é o correto.
É engraçado lembrar do que aprendemos há anos e que hoje devemos lembrar para não usá-los mais se encaixando nas novas normas gramaticais. Tudo muito confuso. Bom, confuso se você realmente não tiver aprendido. Eu aprendi. E ainda me recordo, mesmo não usando com frequência e até errando algumas vezes. Aliás, é errando que se aprende!

terça-feira, 1 de junho de 2010

Por que pular etapas?

Ontem fomos ao posto de saúde aqui do bairro levar minha sobrinha para tomar vacina. Enquanto esperávamos, fiquei olhando um gráfico enorme com os dados médicos do bairro e fui surpreendida com a informação de que temos 89 mulheres grávidas na vila e 92% delas tem menos de 20 anos.
Mesmo com tanta informação a gravidez na adolescência não diminui, as pessoas sabem os métodos contraceptivos, mas por algum motivo isso é ignorado e nessa brincadeira esses jovens perdem uma etapa muito valiosa da vida.
Hoje pela manhã vejo uma matéria na Tv Record sobre adolescentes que tiram fotos com poses eróticas e mandam pela internet ou por bluetooth do celular. Qual o motivo disso? Por que fazer poses sexys e colocar na rede? Não consigo entender as razões dessas "crianças"... Não queria ser moralista nesse post, mas não tem outra solução para esse problema.
Temos que passar valores morais para essa geração e colocar (ainda que à força) nessas pequenas mentes que tudo na vida tem um tempo. Elas terão tempo suficiente para serem sexys e se aproveitarem disso, mas que com 9,12 ou 17 anos ainda não é o momento. Essas atitudes só alimentam a cabeça doente desses pedólifos e daí fica a pergunta: uma pessoa que sai "se mostrando" por aí não está pedindo para ser assediada??
Vamos lá garotada, vai chegar o tempo de ter relações amorosas e sexuais, não queiram pular etapa!! Isso, geralmente acaba mal e não me refiro só a gravidez, mas também aos abortos, DST, estupros, homicídios e etc...
Vale a pena esperar o tempo certo para todas as coisas!!!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

BrandsClub dá R$10 de crédito para os Leitores do Bloco de Notas

Há algum tempo o site de compras BrandsClub tem entrado em contato comigo para oferecer a vocês, leitores, descontos na compra dos produtos vendidos por eles, que fazem parte do melhor clube privado de compras do Brasil.
O site revende as melhores marcas nacionais e internacionais com preços exclusivos que vão de 70% a 90% de desconto do valor original das lojas. Olha só que boa noticia!!! Nada de comprar "genéricos", leitores desse site podem se cadastrar no site que já terão R$10,00 de crédito para compras. Lembrando que os produtos são originais.
Acesse o site, se cadastre e aproveite as promoções. Tem marcas muito boas como Lacoste, Cris Barros, Puma, Daslu e muitas outras. Vale a pena conferir!!! Então, amigos, antes de passar pela 25 de março entre pelo link http://bit.ly/BCGroupe e veja as promoções que ocorrem por tempo limitado. Corre lá!!!!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Calças coloridas

Foto: Banda Restart
Ouvi uma pessoa conversando e falando muito mal dessa moda teen de usar calças coloridas. Na hora me recusei a participar daquela conversa tão ofensiva, não só por conhecer adolescentes que usam como também porque um dia eu já usei. E quer saber? Eu adorava usá-las.
Aqui em casa somos em três filhas, uma gosta do verde, outra do laranja e eu do azul royal. E era essas cores que preferiamos na hora de fazer compras. Tive umas três calças jeans dessa cor e era a minha identidade. Na época, claro, não era nenhuma "modinha" mas caracterizava o meu estilo.
É importante que o adolescente passe por essas etapas de procurar seu estilo. É uma forma de auto-conhecimento que com o tempo ou passa ou se estabiliza. No meu caso, meu tempo de calças coloridas já passou. E logo depois veio o de calça larga (saruel), e depois vieram as calças de boca de sino... e hoje está no jeans reto ou skinny.
Isso falando de roupa, quanto ao estilo musical eu não mudei muita coisa. Sempre gostei de rock, mas confesso que as calças largas vieram na época do "poperô" (não lembro como escreve) era para quem curtia música dance, hoje chamada de eletrônica.
O que eu quero dizer é que moda e identidade estão cada vez mais interligadas e que criticar esses jovens de forma ofensiva só pode retardar esse processo de formação que é adolescência. Até porque o que ele usa e curte hoje pode não ser o que ele vai curtir daqui alguns anos, mas vai fazer parte da vida dele como um aprendizado. Assim como fez na minha vida e hoje posso dizer que todas as fases que eu tive foram boas e importantes.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

A teoria do balde

Vi uma vez na TV, um jovem apresentador (acho que era VJ da Mtv) explicando a teoria do balde, uma tática usada pelos homens para não perder de vez as mulheres. Lembrei dessa matéria esses dias, quando recebi um e-mail de uma leitora do Guia da Semana pedindo ajuda, pois está vivendo um dilema com um “amigo”.
Apesar de não ter nenhuma boa experiência nesse assunto eu me pego respondendo com muita facilidade os e-mails que recebo e olha que já tem quase três anos que escrevi esse artigo.
A resposta para essa leitora foi sobre essa teoria que funciona assim: coloca um pouco de água em um balde e dá um chutão. O que vai acontecer? A água vai esparramar. Então os meninos dão chutes de leve nas meninas porque quando chuta de leve a água vai e volta.
Esse amigo dela, assim como outros casos que já “aconselhei” (quem diria) faz a mesma coisa. Não quer assumir um relacionamento mais sério, mas também não dá o fora definitivo. Ou pior: dá o fora e quando a menina aparece com outro cara eles aparecem fazendo cena de ciúmes. Já passou ou passa por isso?
Não é nada fácil deixar de gostar da pessoa de uma hora pra outra (eu que o diga) e por esse motivo nunca aconselho isso até porque detesto quando me falam: desiste desse cara! Mas também não podemos deixar que eles nos “usem” no sentido de só nos procurar quando estiverem na pior ou quando virem que podemos ser felizes longe deles.
O grande conselho que dou é colocar na balança tudo o que já aconteceu, se a balança pender pro lado bom onde você enxerga uma relação sadia então continue a sonhar e faça de tudo para ser feliz. Do outro lado, se o que pesar for as mágoas e choros evite qualquer tipo de contato. Isso pode não resolver as crises de choro, porque a saudade vai aumentando a cada dia (confesso), mas pelo menos vai evitar novas aflições e o tempo vai dizer o que vale ou não a pena.