Concorrência... ela existe

Quando terminei a faculdade continuei na empresa onde trabalhava por mais um ano e meio, talvez por isso não tenha percebido que os professores falavam sério quando diziam, desde o primeiro dia de aula, que o mercado está saturado para jornalistas. Sim, ouvi isso desde o princípio do curso e confesso que até essa semana essas palavras nunca me assustaram.
Sai da tal empresa em agosto de 2007 e em novembro consegui um freela em assessoria de imprensa que durou até o final de dezembro e em janeiro de 2008 consegui o emprego no JP onde fiquei até julho último. Sem grandes problemas até então, pois mesmo no jornal fiz freela para a produtora e também para alguns sites escrevendo artigos.
Mas desde então não consegui voltar ao mercado, quer dizer, continuei fazendo trabalhos freelancers, mas trabalho, quer dizer, emprego não consegui nada. Envio currículos quase todos os dias e são vários. Muitas retornam dizendo que entrarão em contato para marcar entrevista o que nunca acontece...
O que realmente assusta e quando você é, finalmente, chamado para a entrevista e te informam que tem dezenas de pessoas competindo por aquela vaga. E nesses sites de vagas então? A última que me candidatei (há cerca de 20 minutos) tinha mais de 200 pessoas concorrendo. Isso mesmo, du-zen-tas. É assustador.
Fico tentando imaginar o que poderia me destacar no meio de tanta gente. Chega até a desanimar, sabia... até tentei entrar para outra área, mas não tem coisa melhor do que fazer o que gosta. E eu amo o jornalismo. É tão prazeroso realizar esses trabalhos freelas, alguns demoram para pagar, já tomei muito calote, mas mesmo assim o trabalho em si é tão realizador... Eu quero um emprego!!!

3 comentários:

VIVIANE SOUZA disse...

Concordo com seu texto. A (re) colocação no mercado de trabalho está muito competitivo. Porém, não se deve desistir e o caminho é neste momento, investir em projetos pessoais. Uma hora a vaga tão desejada chega! Persistência e foco sempre!
Bj

Tatiane Rosa disse...

Concordo com seu texto e tbm estou no memso barco :(

Iany disse...

Amiga, trabalhar temporariamente em outra área enquanto a tão sonhada vaga não chega não significa derrota ou desistência. Você sabe o quanto tem batalhado, então não tem porquê desanimar. Uma frase que escutei uma vez me ajudou muito: "pense grande mas comece pequeno, senão você não sái do lugar".

Tecnologia do Blogger.