sexta-feira, 14 de maio de 2010

A teoria do balde

Vi uma vez na TV, um jovem apresentador (acho que era VJ da Mtv) explicando a teoria do balde, uma tática usada pelos homens para não perder de vez as mulheres. Lembrei dessa matéria esses dias, quando recebi um e-mail de uma leitora do Guia da Semana pedindo ajuda, pois está vivendo um dilema com um “amigo”.
Apesar de não ter nenhuma boa experiência nesse assunto eu me pego respondendo com muita facilidade os e-mails que recebo e olha que já tem quase três anos que escrevi esse artigo.
A resposta para essa leitora foi sobre essa teoria que funciona assim: coloca um pouco de água em um balde e dá um chutão. O que vai acontecer? A água vai esparramar. Então os meninos dão chutes de leve nas meninas porque quando chuta de leve a água vai e volta.
Esse amigo dela, assim como outros casos que já “aconselhei” (quem diria) faz a mesma coisa. Não quer assumir um relacionamento mais sério, mas também não dá o fora definitivo. Ou pior: dá o fora e quando a menina aparece com outro cara eles aparecem fazendo cena de ciúmes. Já passou ou passa por isso?
Não é nada fácil deixar de gostar da pessoa de uma hora pra outra (eu que o diga) e por esse motivo nunca aconselho isso até porque detesto quando me falam: desiste desse cara! Mas também não podemos deixar que eles nos “usem” no sentido de só nos procurar quando estiverem na pior ou quando virem que podemos ser felizes longe deles.
O grande conselho que dou é colocar na balança tudo o que já aconteceu, se a balança pender pro lado bom onde você enxerga uma relação sadia então continue a sonhar e faça de tudo para ser feliz. Do outro lado, se o que pesar for as mágoas e choros evite qualquer tipo de contato. Isso pode não resolver as crises de choro, porque a saudade vai aumentando a cada dia (confesso), mas pelo menos vai evitar novas aflições e o tempo vai dizer o que vale ou não a pena.

4 comentários:

Tatiana Marinho disse...

Se existe algo repugnante é aquele cara que gosta de fã clube, de alguém para babar e de alguém para fazer essa de baldinho.
Mas a parte boa é fazer ciúme, ah essa é boa!!!!
Passem com outro bem na frente deles garotas, a sensação é muito boa!!
Se eles são cruéis, sejamos também!

MR disse...

Legal o blog!

Iany disse...

Os homens tem essa necessidade, é vero... mas cabe a nós escolher se querermos ser usadas ou não.

Tenho aprendido isso: o homem deve ser tratado como em uma dança de salão. O homem pensa que conduz; a mulher finge que acompanha.

Milca disse...

Concordo plenamente. Passei por isso a pouco tempo, e resolvi me afastar, mesmo que doeu, foi mais fácil esquecer. Agora estou começando uma outra história(bem no começinho mesmo,rsrs)com outra pessoa, e o que o anterior mais faz é correr atráz..mas agora não adianta mais,porque eu aprendi a me valorizar.
Ótmo post.
Sucesso pra vc.