terça-feira, 6 de julho de 2010

Cachorrinhos de Luxo

Vi na TV uma matéria que me comoveu. Na verdade me fez questionar sobre o comportamento egoísta que temos tomado nos últimos tempos.
A reportagem mostrava artigos de luxo para cachorros e a história de um Chihuahua americano que ganhou 80% da herança de sua dona. A entrevista também mostrou socialites brasileiras que gastam muito com seus bixinhos.
Achei um absurdo não pelo fato da ostentação, mas pelo fato desse "amor" demonstrado com peças caras seja destinado à animais, enquanto milhares de crianças pelo mundo, inclusive no Brasil, passam necessidades.

Não quero dizer que os bichinhos não mereçam ser bem tratados, muito pelo contrário. Mas achar que um cachorro merece mais que seu filho é um absurdo! E mais do que isso: é uma prova do egoísmo, de uma mesquinhez sem medida.

Acho digno você gastar o seu dinheiro do jeito que quiser, até porque é seu, ganho com suor, seu ou de alguém da familia. Mas vamos pensar no próximo, em quem não tem nada, que perdeu tudo. Só olhar para o nordeste brasileiro. Famílias que vivem com pouco e que nas últimas semanas viu "seu pouco" sendo levado pelas enchentes.

Eu aprendi muito cedo a dar aquilo que eu tenho de sobra para quem precisa. Nunca esqueço de um senhor que veio da subprefeitura da Penha muito abatido e cansado, tanto que até desmaiou na rua. Os vizinhos socorreram e quando ele voltou ao normal explicou sua situação: estava desempregado há meses, sem ter o que dar para sua familia. E como era época de Natal suas filhas pediam presentes e ele não tinha condições de comprar.

Fizemos uma geral nos nossos brinquedos, os bons, os mais bonitos, aqueles que a gente já tinha deixado de lado por ter ganhado outros mais novos, embrulhamos para presente e colocamos em uma sacola. Enquanto isso uma das vizinhas passava de casa em casa pedindo alimentos. Na subprefeitura ele não consiguiu nada, mas daqui ele saiu com dois carrinhos cheios. Um de comida e outro de brinquedo.

Tem tanta entidade filantropica precisando de ajuda, tanta ONG lutando por causas sociais dignas de receber grandes investimentos e, infelizmente, estamos ocupados de mais para olhar para quem realmente merece.

Seu animalzinho merece sim, mas o ser humano precisa muito mais do que ele, porque eles não sabem qual é a diferença de uma coleira cravejada de diamantes, mas famílias pobres ficariam muito felizes com uma lata de leite.

Um comentário:

Milca disse...

Com certesa, é meio desnecessario esse gasto todo com animal, tenho cachorro e adoro ele, mas se pudesse ajudaria primeiro um ser humano a depois um animal.
(adorei a nova kra do blog)