quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Conselheira amorosa

Desde que escrevi um artigo para o Guia da Semana (em novembro de 2007) eu passei a receber e-mails de leitoras que passam por situações parecidas com as que escrevi. Muitas me pedem conselhos e apesar de não ter boas experiências com relacionamentos eu tento ajudá-las.
Esses dias uma jovem veio me dizer que ficava constantemente com o mesmo cara, que era seu melhor amigo, mas que ele não queria assumir um relacionamento sério com ela e até chegou a ficar com outras. Mas ela é extremamente apaixonada por ele e queria saber o que fazer: desistir ou se declarar?
Que coisa mais difícil, ein!!! Eu nunca me declarei pra ninguém, quer dizer... uma vez por e-mail quando gostava de um cara que nem me conhecia. Nos outros casos não. Já me arrependi de nunca ter feito isso, mas depois dos anos eu descobri que fiz a coisa certa. Como a jornalista Julia Duarte escreveu como comentário no Soul Menina (fechado por tempo indeterminado): Tem relações que simplesmente não eram para acontecer.
Sempre digo para colocarem em uma balança os prós e os contras daquele relacionamento e pesar para saber se vale a pena continuar. Todas as vezes que eu pesei deu que eu sofreria mais com ele/s do que sem.
A Ná* seguiu meus "conselhos" e ficou na dela. Todos os dias ela me contava pelo MSN o que tinha acontecido. Parecia que ele gostava dela e não queria assumir. Até que um dia ela veio me dizer que ele a pediu em namoro. Fiquei super feliz!! Ela até agradeceu a força que dei.
Esses dias assisti dois filmes sobre conselhos amorosos e me identifiquei com eles. Geralmente o conselheiro pega suas frustrações para ajudar os outros. É mais ou menos isso que eu fiz! E apesar da minha experiência zerada até que consegui ajudar :)

Vale a pena assistir: "Hitch Conselheiro Amoroso" e "A Verdade Nua e Crua" #ficaadica

Nenhum comentário: