A imparcialidade da grande Imprensa

Eu recebi uns comentários na postagem anterior que me fizeram pensar um pouco: a gente acredita que há meios de comunicação isentos de emitir suas próprias opiniões sempre pensando no leitor que espera receber "a verdade" sem qualquer tipo de interesse.
Mas hoje, depois de quase quatro anos formada eu sei que essa isenção é inexistente. Todo meio de comunicação apresenta o lado da história que lhe interessa (seja interesse político ou financeiro). E não é só em grandes veículos como a Época, a Veja, a Folha e o Estadão que isso acontece.
Trabalhei por um ano e meio em um jornal regional, bem pequeno, e sempre busquei informações importantes para as cidades onde ele circulava, mas por muitas vezes minhas matérias "isentas" (sim, eu sempre trabalhei direito) foram substituídas por matérias "polêmicas" feitas pelo editor chefe a mando do dono do jornal para extorquir alguns prefeitos.
Eu sempre achei e sempre vou achar esse tipo de atitude uma grande falta de respeito com a população, mas também sei que nenhuma dessas informações era inverdades, muito pelo contrário, infelizmente os documentos provavam todas as acusações e exatamente por isso alguns políticos pagavam para abafar o caso. #prontofalei
Quero dizer que se coloquei links de veículos que são criticados pelo tom de suas reportagens é porque sei que, apesar de serem sujas, as informações são sim verdadeiras, talvez estejam focadas apenas para defender um lado da notícia, mas são fatos que realmente aconteceram. E são tão sujas quanto a política brasileira.
Falar de imparcialidade hoje chega a ser uma utopia, ainda mais com a internet onde cada um escreve a notícia que quer, do jeito que quiser. Se isso é bom ou ruim, eu respondo: é ruim... é péssimo!! Mas espaços como esse meu Bloco de Notas só reforçam essa ideia, porque aqui eu escrevo a minha ótica das coisas, de tudo um pouco daquilo que passa nos meus olhos e na minha mente.
Nem sempre tenho razão, da mesma forma que os grandes veículos nem sempre estão certos. Mas nem por isso deixamos de merecer atenção e respeito quanto ao que falamos.
Resumão: A imparcialidade no jornalismo existe, mas praticamente é impossível de ser praticada nos dias de hoje.
Para ler: Padrões de Manipulação da Grande Imprensa, ensaio inédito de Perseu Abramo. #ficaadica

2 comentários:

Lidianne Andrade disse...

infelizmente se escolhemos falar deste ou daquele na reportagem já estamos escolhendo, e isso é bem complicado, mas é real. lamento.

Biah Medeiros disse...

É Bebeta . . o IBOPE é que dá notícia. Infelizmente a "liberdade" de expressão não é tão "livre" assim. Ou você fala o que querem ouvir ou, ouça o que você não quer ouvir: olho da rua, bye bye!
O lado bom é que podemos usar um blog, só nosso. Falar o que quer e principalmente, "A VERDADE". Uma hora o público será atingindo, seja ou não tarde demais, mas será!
O importante é você permanecer firme, na sua posição. E não se deixar levar pela "publicidade".
PARABÉNS pela sua matéria - Beijos.

Tecnologia do Blogger.