segunda-feira, 4 de abril de 2011

Vale-cultura tenta aumentar o acesso à livros, museus e teatros

A ministra Ana de Holanda, Cultura, anunciou que já tramita no Congresso um projeto de lei que dará a todo trabalhador cadastrado e empregado em empresas de lucro real um vale-cultura de R$ 50 que poderá ser usado na compra de livros, CDs, DVDs e revistas ou para a entrada de cinema, museus e teatros.
Essa iniciativa visa estimular o consumo cultural e tentará promover o acesso à cultura para as classes mais pobres que não tem o costume de gastar uma parcela de seu salário com esses produtos.
Essa proposta está em pauta desde outubro passado, e além aumentar o consumo de produtos culturais ela vai aumentar o número de empregos no setor. Uma medida que vai beneficiar todos os lados.
Eu sou uma das que acha que esses produtos são caros perto dos padrões econômicos de uma parcela significativa da sociedade e fico muito feliz em saber que isso vai ajudar a diminuir a chamada "desigualdade cultural". Um assunto já discutido aqui no Bloco de Notas.
Tomara que os excelentíssimos aprovem logo essa ideia!


Nenhum comentário: